Entrevista # Cristina Frentzen

07:25



Olá Galerinha!

Tudo bom?

Hoje estou vindo com uma super entrevista com a autora Cristina Frentzen, ela está com o livro Clube de Vênus em fase de finalização pela Modo Editora.

Antes de apreciarmos a entrevista, vou apresentar a autora para vocês!








Cristina Frentzen é escritora. Trabalha com gêneros que vão da fantasia e ficção científica ao erotismo. Atualmente trabalha na divulgação da sua nova obra, Clube de Vênus









1- Nos fale um pouco sobre você.
Bom, meu nome é Cristina, sou carioca de nascimento, mas estou morando há algum tempo em Salvador. Tenho 28 anos, 20 deles alimentando o meu amor pela escrita. Fiz faculdade de administração e hoje tenho mestrado, sou professora da área e também pesquisadora em Relações Internacionais, área na qual pretendo fazer doutorado. Esse é um dos meus lados. O outro é o literário, que se mistura aos meus maiores sonhos. Clube de Vênus é meu primeiro livro a ser publicado, mas sempre escrevi, tanto materiais originais como também fanfics, algo que sempre gostei de fazer. Agora começo a dar mais espaço ao meu lado escritora e é o que me alimenta enquanto profissional e amante dos livros.
Então... O que mais posso dizer? Sou escorpiana e estou solteira, no dia a dia sou uma pessoa tranquila e bem humorada sempre! Tenho um amor sem fim pelos animais, pelo mar e por chocolate, viciada em cinema, meu livro de cabeceira é Mrs. Dalloway e minha música favorita é Freebird do Lynyrd Skynyrd. Meu passatempo favorito é rir de besteiras com meus amigos e caminhar à beira do mar, ou sentar em uma pedra bem alta e ler, imaginando novos mundos para além do horizonte.
E eu disse que gosto de chocolate? Ah, tá.

2- O que te levou a escrever um livro hot?
Essa é a parte curiosa de toda a história, pois nunca me imaginei escrevendo um livro hot, embora sempre tenha escrito uma coisa ou outra que vai pelo lado erótico. Clube de Vênus nasceu de uma brincadeira entre amigas e acabou ganhando proporções, então quando a Adriana Vargas [editora da Modo] me procurou com interesse em publicar o que, no início, era um conto privado para deleite das amigas mais íntimas, eu fiquei muito surpresa, mas também muito contente. Se pensei três vezes no assunto foi muito! Assumi o desafio e desenvolvi o conto para transformá-lo em livro.

3- Qual o diferencial do seu livro para os outros com o mesmo tema?
No que se refere ao atual mercado de livros eróticos, eu não saberia pontuar a fundo as diferenças, pois não li a maioria dos livros que estão hoje entre os best-sellers, e não é por falta de gosto, mas de tempo mesmo. Agora o que observo é que a maioria dos livros nessa temática no atual mercado de publicações possui uma narrativa em primeira pessoa e normalmente acompanha a mulher na trama. Não é o caso do meu livro, pois sou fã da narrativa que acompanha vários pontos de vista ao longo da história. Em Clube de Vênus, o leitor acompanha o homem, Tom Esquivel, e sabemos tão pouco quanto ele. Começamos com o ponto de vista dele e até o final do livro já estamos acompanhando o de praticamente todos os personagens da história. Acho que este é um diferencial importante e que enriquece a obra, assim como o fato de que ela não se resume a sexo. O sexo é um protagonista importante, mas divide espaço com um outro que só conhecemos ao final do livro. Há um outro aspecto também que é o da linguagem do livro. Não faço moderações, então uso os termos que me parecem adequados a cada momento. Se é para ser romântico, será romântico, mas se é para ser uma foda selvagem, será uma foda selvagem, com todas as expressões que lhe cabem. Uma outra característica da minha escrita é que escrevo como se elaborasse um filme, então o livro funciona como um longa metragem onde tudo transcorre na forma de cenas. Há pontos de virada, cenas deletadas... Sim, há cenas deletadas no livro, e são esclarecedoras! Então é como assistir a um filme ou a uma temporada de uma série, embora as imagens se passem na cabeça de cada um.

4- Qual sua maior inspiração?
Minha inspiração enquanto escritora? É a arte. Eu tenho meus grandes ídolos da literatura, em especial Virginia Woolf, e sempre que leio suas palavras, sinto vontade de escrever. Ouço músicas que me fascinam e imediatamente me coloco diante do computador [ou do bom e velho papel e caneta, meus favoritos] para que a música guie minha imaginação. Assisto um grande filme e entro em seus mundos, pensando nos meus também. Tudo isso me inspira de formas que seriam difíceis transcrever aqui, simplesmente guiam minha alma. Quanto à minha inspiração para Clube de Vênus em particular, bem... Não posso negar a influência do maravilhoso filme de Stanley Kubrick, “De Olhos Bem Fechados”. E sexo, é claro. Sexo é sempre inspirador. A falta de sexo também, é impressionante o que se consegue imaginar quando se está subindo pelas paredes!

5- Qual o maior desafio que você encontrou para a publicação de Clube de Vênus?
No caso particular de Clube de Vênus, tive muita sorte por ter meu caminho cruzado ao da Adriana Vargas e ela foi um amor, acreditando no meu trabalho e me oferecendo a possibilidade de publicar pela Editora Modo. O maior desafio que encontrei foi basicamente concluir a obra e me ver satisfeita. Sou muito crítica do meu trabalho e sempre bate aquela insegurança, “será que as pessoas vão gostar?”. No momento, é este o desafio que tenho vivido, lidar com a expectativa, rs.

6- Você já tem algum projeto após o lançamento do Clube de Vênus?
Ah, e se tenho! Estou concluindo um outro livro, um romance com elementos de terror e fantasia, livro que, na verdade, eu já estava preparando antes de Clube de Vênus e que agora estou retomando para revisão. Não caminha pelos mares do erotismo, mas estaciona em uma daquelas ilhas que sempre nos deparamos em nossas vidas, uma daquelas ilhas turbulentas que atendem pelo nome de amor. Também tenho outros projetos, mas ainda em gestação. E bem... Clube de Vênus não para por aí.

7- Se defina em uma palavra
Sonhadora.

8- Qual a sua dica para quem está começando agora, não desistir do seu sonho?
O mundo que está lá fora nunca estará ao seu alcance se você não estiver em movimento. Todo sucesso se constroi através de pequenas vitórias, as vitórias do dia a dia, os pequenos passos. São eles que nos aproximam de nossos sonhos, então minha dica é dar o primeiro passo, curtir esse passo, e então dar o próximo. Nascemos todos os dias, então que cada dia seja um novo passo rumo a nossos sonhos. E claro, devemos dar tempo às coisas que nos fazem felizes, por mais idiotas que elas pareçam ser. É preciso dar espaço às coisas que nos motivam para seguir em frente com mais vontade. Realizar o sonho é legal, mas é o caminho que faz tudo valer a pena. Uma outra dica é: não tema as escolhas que precisa fazer para conquistar o que deseja. Se dê tempo para refletir sobre o que realmente quer, quais caminhos realmente deseja percorrer. O sonhador é um eterno viajante que às vezes precisa deixar alguma bagagem para trás em prol de ir adiante. Uma dessas bagagens é justamente o apego à própria criação, o medo de compartilhá-la com o mundo. Não tema compartilhar um pedaço de você com o mundo. Sempre haverá alguém em algum lugar que precisa ouvir exatamente aquilo que você tem a dizer.

9- Qual a sua expectativa como escritora?
Tenho essa fantasia de estar em um ambiente aleatório em qualquer lugar desse Brasilzão [ou fora dele, né? Por que não?] e me deparar com uma pessoa concentrada a ler um dos meus livros. Isso por si só já me dirá muita coisa e me fará rasgar um sorriso de orelha a orelha!

10- Deixe um recadinho para os nossos seguidores.
Bom, primeiramente quero agradecer a Michelle por ter aberto este espaço em seu blog para me acolher. Merci, Michelle! E a vocês que estão a ler esta entrevista, queridos seguidores do Leituras da Mila, os felicito por fazer parte desse estimado grupo de seres humanos que AMA ler, porque não tem nada melhor [só escrever, mas é a escritora que está falando, então abafa kkkk]. Espero que gostem de ler Clube de Vênus tanto quanto gostei de escrever, vocês vão notar que é uma leitura bem gozada [literalmente]. Espero que gostem de Tom Esquivel e Erica Stone! E quem quiser trocar ideias, estou lá no twitter e no facebook. Beijos e um fantástico resto de 2013 pra vocês! :)

Só tenho a agradecer a Cristina pela entrevista, adorei!

Espero que tenham gostado!

Beijinhos!












You Might Also Like

8 leitores apaixonados❣️

  1. Muito legal a entrevista.
    Amei as respostas dela prendem as pessoas se a entrevista e assim imagine nos livros!
    beijos flor
    http://loveandei.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. kkkk Morri com as respostas da Cris, demais. Verdadeira em cada palavra.
    Clube de Vênus chegando!!! \Õ/

    Parabéns Mi, amei as perguntas e claro as respostas...

    Bjus
    Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju também adorei! Ri muito, principalmente com as inspirações...hehehehehehe

      Doida para ler Clube de Vênus! Obrigada Ju!
      Beijinhos

      Excluir
  3. Amei a entrevista, a maneira que ela respondeu as perguntas me apaixonei e agora quero o livro, imagino que deve ser muito bom e eu ando lendo bastante hots ultimamente rsrs.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Adorei a entrevista e estou louca para ler Clube de Vênus. Achei bem interessante, e engraçado, a forma que a autora admitiu ter inspirações para o livro.
    Parabéns pela entrevista, é sempre bom conhecer um pouco mais dos autores nacionais. :D

    Beijinhos
    Books and Movies

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre gosto de escutar como os autores começaram seus livros, o que os levou a isto, nunca tinha visto nenhum dizer que tudo começou com uma brincadeira. Realmente foi algo bem espontâneo né? Algo bem verdadeiro. É assim que sei que o livro veio do coração do autor e não apenas com intuito dele querer ganhar dinheiro e fama, pois hoje em dia existem muitos assim.

    ResponderExcluir
  6. Olha, não conhecia a Cristina, mas ouvi (e muito) falar do Clube de Vênus. Confesso que leituras hots não fazem parte do meu dia a dia porque não curto muito o estilo, mas a capa do livro dela é divina e adorei saber um pouco mais de como começou a inspiração da autora.

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei a entrevista! Não conhecia a Cristina e adorei conhecê-la. BJS
    Juliana
    donaurbana.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias