Resenha # O Voo da Estirpe

06:11

Clarice - sua mente refratária não para, buscando pelas lembranças ou sentimentos. Um dia ela se lembrará como tudo aconteceu, caso consiga acordar e se lembrar... Seu corpo está inerte. Aparentemente morta, trazia a pele fria pelo desamparo e solidão. Na boca, um tubo alimentava-a de forma robótica. No nariz, um ar mecânico enchia seus pulmões. No coração – a lembrança viva de Klaus. Na mente, experiências no estado quase-morte confundiam sua realidade, ela não sabia mais em qual parte da vida vivia - dentro ou fora do coma. Onde está ou esteve Klaus? Ele existe ou está morto ou é fruto de sua imaginação? Clarice mergulhará para buscar tais respostas; atravessará as barreiras e limites da compreensão para - encontrá-lo ou reencontrá-lo? Cabe ao leitor descobrir se é verdade ou fantasia os momentos de Clarice... Quem é Clarice?Os mortos estão entre nós?









Ficha  Técnica:

Livro: O voo da Estirpe
Autora: Adriana Vargas de Aguiar
Editora:Modo
Páginas:244
Classificação: Excelente





A gramatura do livro é boa, a leitura corre de maneira boa e a história está muito bem amarrada, sendo impossível deixar de ler antes da última página.

 O livro conta a história de Clarisse e suas dúvidas depois de um período de quase morte. Ela é uma mulher que tem medo de amor e por isso vive se escondendo desse tipo de sentimento, mas ao mesmo tempo não quer ficar sozinha. Ela chega a ser bem contraditória.

Clarisse no início do livro, sofre uma tentativa de assassinato, mas resolve de uma maneira bem inusitada dar um jeito de seu agressor não conseguir o que deseja.




“O assassino se preparava para a minha morte. Encurralada e com apenas duas alternativas, finalmente escolhi: saltei do penhasco com o coração cheio de vida e medo.”
                                                                     Página 16


Clarisse em um determinado ponto do livro, começa um jogo de rato e gato, com um homem misterioso de terno marrom, que já está mexendo com o imaginário dela, esse homem misterioso é Klaus que se mostra um homem super romântico, o sonho de qualquer mulher!

O livro se desenrola nesse linda história de amor entre Clarisse e Klaus. Um amor lindo, avassalador!

Klaus tem uma doença terminal, mas ele também tem uma vida solitária, como Clarisse . Mas ele vive a vida como se não houvesse amanhã. Ele é sedutor, apaixonante e expressa de todas as formas que conhece , o que sente

Ao lado dele, Clarisse passa a viver a vida de maneira intensa, ele a faz a aprender a amar, perdoar, confiar e viver plenamente feliz, sem nenhum tipo de preconceito.


“ Lá estávamos na roda gigante, comendo algodão doce, trocando beijos e fazendo jogo de palavras. Ele dizia uma palavra e eu tentava adivinhar a que assunto se referia . Eu, grãos de areia- em busca de uma aventura borbulhante que faz bolhas de sabão, uma a uma, desenhando as palavras... Ah, esta magia transformadora de felicidade”.
                                                                 Página 86


 O final do livro é maravilhoso, ele faz a gente ver que amar, respeitar aqueles que amamos é fundamental para a nossa felicidade!


Minha opinião:

Clarisse é uma mulher muito carente e solitária , mas não confia mais nas pessoas por uma traição de quem ela menos esperava.

Uma das partes mais engraçadas do livro, é quando ela entrou num sex shop. Tive que rir com os espantos dela.

A parte mais linda do livro é essa história de amor fascinante, que todos pelo menos uma vez na vida sonham em ter.


Que venha  O Voo da Estirpe II, para saber a continuação dessa história.




You Might Also Like

11 leitores apaixonados❣️

  1. Amei a resenha, parece que a cada resenha que leio a lista de livros que eu quero aumenta kkk' e com esse não foi diferente, a história parece fascinante, apaixonante...

    Confissoes-de-um-garoto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo é maravilhoso! Os livros da Adriana são lindos, maravilhosos. Quando tiver a oportunidade de ler, vai se apaixonar.

      Beijinhos

      Excluir
  2. O livro parece realmente muito bom. Amo romance.
    Parabéns pelo blog, está lindo!

    www.vaidadecuriosa.blogspot.com.br

    Curta minha Fan Page:
    www.facebook.com/vaidadecuriosa

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oii Mila, adorei sua resenha e fiquei super empolgada para ler :)
    Achei sua escrita muito legal, adorei o tom, bem objetiva!!
    A capa é super diferente, adorei!

    http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Uau! Mila! Como vai?
    Eu gostei muito da resenha! Nunca havia ouvido nada sobre esse livro! Acredita? haha, eu o achei interessante! Beijos - http://mundoda-resenha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adriana tem uma escrita fantástica, eu li o oitava pecado e fiquei extremamente feliz que ainda existem autores que escrevem daquela forma, afinal de contas, o mundo literário anda tão bagunçado com supostas pessoas que se dizem autores que eu ando tendo muito medo de comprar livros nacionais e apenas gastar dinheiro =/

    ResponderExcluir
  6. Mila, eu venho do grupo um amor de blog
    amei seu post, já estou seguindo. para retribuir é só me visitar em
    http://socorromaterno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Adoro essas histórias de amor ♥♥

    ResponderExcluir
  8. Vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabéns pelo cantinho.
    Gostaria de te convidar para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir ou curtir a fanpage também,será muito bem vinda!

    http://emcasademaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente ainda não conheço o trabalho da autora.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias