Ela

07:45


No futuro, os seres humanos estão cada vez mais dependentes da tecnologia, e a utilizam a cada segundo de suas vidas. Pensando nisso, uma empresa lança um sistema operacional inovador, que tem inteligência artificial, age como um ser humano e evolui de acordo com as respostas que recebe de seu proprietário, seus suspiros e entonação de voz.

Theodore é um homem solitário, que vive de escrever cartas para outras pessoas, e ainda está deprimido por ter se separado de sua esposa. Quando descobriu sobre o novo Sistema Operacional, não pensou duas vezes e já comprou. Para sua surpresa, seu novo computador tinha vontade própria, escolheu seu próprio nome – Samantha – e tem a voz de Scarlett Johansson.

O sistema operacional age como qualquer outro da época: organiza a agenda, repassa informações, mas ele também age como um ser humano, demonstrando sentimentos, conflitos e emoções típicos de um ser humano. Aos poucos, Theodore é conquistado pela voz, pela simpatia de seus Sistema Operacional, e embarca em um relacionamento sério com ela. E, ao contrário do esperado, muitos aceitam bem essa situação. Mas será que namorar um Sistema Operacional dá mesmo certo? Ou será que é apenas um modo de fugir da realidade?


Joaquin Phoenix atuou de forma impecável e era possível ver a dor e a dúvida que surgiam em sua cabeça quanto a seu relacionamento. Scarlett Johansson também é ótima, podemos perceber sua expressão e sentir suas angústias e sua felicidade apenas pelo tom de sua voz.

Apesar de parecer absurdo, a situação vivida por Theodore não parece irreal. Hoje em dia mesmo, não é difícil encontrar gente que se apaixonou por alguém online, por mensagem – sem até ter ouvido sua voz. A única diferença é que, hoje, sabemos que tem um ser humano do outro lado da tela. E Samantha tem tamanha paixão à vida que não é estranho Theodore ter se apaixonado por ela.

Eu adorei o modo como o diretor Spike Jonze tratou a relação homem-máquina. Apesar da situação ser diferente, minha mente foi ao filme “Simone”, em que o personagem de Al Pacino cria a atriz perfeita por um programa de computador, um filme que eu também adoro.

O filme foi indicado à 5 Oscars, e levou o de Melhor Roteiro Original. Eu assisti ao filme depois do Oscar e gostei bastante. Mas percebi que essa não foi a opinião de todos na sala – reparei que pelo menos três pessoas saíram no meio do filme.  Eu, particularmente, achei que o filme realmente mereceu esse Oscar – o roteiro é incrível. Vale muito a pena ver!

You Might Also Like

10 leitores apaixonados❣️

  1. Eu já tinha ouvido falar desse filme, foi indicado ao Oscar e desde então eu fico morta de curiosidade.
    E, para completar, tenho lido várias opiniões super positivas sobre a obra que nem a sua, vou procurar um tempo e assistir logo!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Também achei o filme muito bom, o roteiro é ótimo e mereceu com certeza levar um Oscar, porém achei ele um tanto quanto parado. Tudo bem que é um drama/romance futurista e etc, mas poderia ter um pouquinho mais de ritmo...
    No geral, eu achei bem bacana!

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  3. Oieee, acredita que eu assisti ao oscar, não assisti ao filme e até agora eu não sabia do que se tratava o filme, eu ouvi vários comentários, mas nunca tinha parado para ler a sinopse, achei super interessante esta temática, esta forma de amor através de um sistema operacional me intrigou bastante, fiquei com vontade de assistir, Abraços

    ResponderExcluir
  4. OI Andrea, eu estou por fora de filmes ultimamente. Nem assisti ao Oscar este ano. Vou anotar sua dica, e quando der vou assistir para conferir esta história. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Andrea!

    Tivemos as mesmas impressões sobre o filme. O roteiro é mesmo incrível e mereceu levar a estatueta. Joaquim é um ato soberbo e estava incrível no papel, até achei que merecia uma indicação. A história me pareceu muito real e convincente, por enquanto ainda não tive notícias de algo semelhante, mas com o avanço da tecnologia daqui alguns anos quem sabe não é.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Como não sou de assistir muitos filmes, menos ainda de acompanhar Oscar e esses eventos, nem tinha ouvido falar no filme.
    Mesmo assim, não me atraiu muito, principalmente porque o tema já foi, de certo modo, retratado em Bob Sponja (só procurar a paixão do Plâncton, hahaha).

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Não assisti o filme ainda por puro preconceito, assumo. Essa história do cara se apaixonar por um sistema operacional não entra na minha cabeça...

    Que bom que gostou, Andrea, e que achou o roteiro incrível. Conheço muitas pessoas que curtiram bastante também, uma das minhas amigas mais próximas, inclusive, já disse que é meu estilo de filme. Tenho visto tanta coisa positiva sobre ele que talvez um dia eu me anime a assistir.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. Oioi.
    Eu comecei a assistir esse filme semana passada no pc, me interessei muito pela história mas comecei a desanimar por achar tudo muito lento, sem ação, e pra piorar a tradução estava péssima e isso acabou me desestimulando e não assisti o filme na íntegra.
    Mas pelo que assisti já senti o amor que Samantha tem a vida e a vontade de ter uma. Apesar de achar o filme bem devagar, acredito que ele tem o que oferecer, não foi à toa que ganhou o oscar, vou aguardar passar no cine daqui pra assistir.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Oi Andrea,
    tudo bem?
    Engraçado, eu estava lendo sua opinião e lembrei na mesma hora do filme Simone, como você. E como você, também adoro esse filme.
    Conheço alguns exemplos de pessoas que se conheceram por mensagens on line e até casaram. Assisti a uma palestra outro dia, que dizia, que nos já passamos pela era da informatização. Agora estamos na era da informação que só foi possível pela tecnologia que a era anterior nos proporcionou. E uma das formas de usarmos toda essa tecnologia e informação disponível é o romance on line.Agora, um homem se apaixonar por uma máquina, mostra, na minha opinião, a solidão que essa tecnologia trouxe.
    Gostei da sua reflexão e da dica.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Mi!
    EU tinha visto que ele foi indicado ao Oscar! Mas não tinha procurado saber mais sobre ele!
    Acho um absurdo quando as pessoas saem no meio do filme da sala! Sou uma que mesmo que não goste vou assistir até o fim para dar minha opinião!
    Achei a premissa bem atraente! Espero gostar! Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias