Divergente

10:59

Dados Técnicos
Nome original: Divergent
Diretor: Neil Burger
Ano: 2014
Gênero: Distopia
País: Estados Unidos
Tempo: 2h19
Distribuidora: Paris Filmes
Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco, e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade, coragem e outros. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ao entrar para a Dauntless, ela torna-se Tris e vai enfrentar uma jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso, Tris conhece Four, um rapaz mais experiente na facção que ela, e que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo.



Quem me conhece, sabe que eu sou viciada em "Divergente". Desde que descobri que fariam um filme, estou super animada para assisti-lo, e tenho acompanhado todos os detalhes... Já fiquei super animada com a escolha da Shailene como a Tris (desde o início achei que ela combinava) e fiquei feliz que a Veronica Roth acompanhou as filmagens, o que aumenta a chance de o filme ser fiel ao livro.

E, realmente, o filme ficou bem fie ao livro: Tris sai da Abnegação e vai para a Audácia, onde tem que passar pela difícil iniciação e lidar com as constantes ameaças à si mesma, tendo em vista que ela é Divergente, ou seja, não pode ser controlada facilmente. Durante sua iniciação, Tris conhece Quatro, seu instrutor; Christina, que se torna sua melhor amiga; Peter, que se torna seu inimigo; além de muitas outras pessoas.


É claro que tiveram algumas mudanças durante o filme. A que eu senti mais falta foi o simbolismo da tatuagem das andorinhas da Tris: parece que ela escolheu aquela tatuagem aleatoriamente e ela não faz o símbolo das facções nos ombros. Também achei que os personagens da audácia ficaram apagados, já que o filme focou na relação da Tris com o Quatro. O Pete não deu tanto medo quando ele dava no livro, a relação entre a Chris e o Will e a amizade dela com a protagonista não pareceram tão fortes como realmente foram; Edward pouco apareceu e Uriah nem foi citado! 

Mesmo assim, eu adorei o filme. Shailene foi uma ótima Tris, e conseguiu passar as emoções e conflitos que a personagem demonstra no livro. Theo mostrou o lado sensível e o lado rude de Quatro. A química dos dois estava incrível, mesmo com as poucas cenas de romance! Kate Winslet ficou ótima como Jeanine Matthews, agindo da maneira perfeitamente fria e calculista que a personagem age.


A trilha sonora também merece destaque. Hans Zimmer realmente não brinca em serviço. As cenas estão perfeitamente sincronizadas, nos passando as emoções certas nos momentos devidos. As músicas escolhidas também são ótimas, e incluem “Beating Heart”, da Ellie Goulding, que foi feita especialmente para a adaptação, e músicas de outras bandas ótimas, como Snow Patrol e Zedd.

Eu recomendo o filme, sem dúvidas. Mal espero para assistir “Insurgente” (adoro as cenas da Tris na Amizade), que será lançado em maço de 2015, e “Convergente”, que será dividido em duas partes, que serão lançadas em 2016 e 2017.  


You Might Also Like

8 leitores apaixonados❣️

  1. Eu assisti o filme também, e tive uma opinião parecida com a sua. Eu gostei do filme daria 4 estrelas, mas teve alguns ponto que me deixaram bem desanimado, como os atores do Peter, Will e Al, você não sabia quem era quem, além de terem focado demais na história dos dois, acho que não deveriam ter feito isso, mas no final gostei, quero ler os outros livros e ver os outros filmes :)
    Beijos, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Ainda não assisti o filme, mas quero assistir. Gosto muito dessa série, espero gosar também do filme.

    ResponderExcluir
  3. Divergente é um dos meus livros favoritos, então fico um pouco receosa de assistir o filme e sair frustada. Mas pelo o que eu vi, várias pessoas disseram que o filme é bem fiel ao livro, como vc mesma disse.
    Pena que não tem o simbolismo das tatuagens e a ausência de alguns personagens, mas sempre algo é cortado rs
    Também gostei da escolha dos atores. Acho que combinou bem com os personagens =)

    ResponderExcluir
  4. Oi Andrea!

    Filme perfeito neh???? Eu amei! Tbm senti falta do Uriah.... quero ver o que vão fazer com ele nos próximos filmes.... rsrsrrsrsrrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  5. Ainda não vi Divergente, mas também não li o livro... Acho que vou ler primeiro e depois vejo o filme em DVD. Mas a história parece muito boa. Sem contar que adoro Distopias.

    Bjok

    ResponderExcluir
  6. Olá Mi.
    Eu fui no cinema ver esse filme e ameeeeeeeeeei.
    Queria ver de novo.
    Adorei o post.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Também sou super viciada em Divergente <3
    Adorei o filme, só não gostei tanto das escolhas pra Cris e Tori, imaginava elas de forma diferente mas isso foram só detalhes. Espero ansiosamente por Insurgente, que já começou a ser filmado!

    ResponderExcluir
  8. Ainda bem que o filme ficou bem fiel ao livro. Mas também, quando os autores ficam intimamente envolvidos em todas as fases do projeto, não tem como dar errado. Em relação ao elenco, também achei as escolhas muito bem feitas. Uma pena que não consegui assistir no Cinema. Agora é aguardar pra ver em DVD mesmo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias