Dia das Crianças

18:43


Todos nós já fomos crianças um dia. Alguns ainda se sentem crianças (eu sou um) e isso faz bem para o ser humano. Até porque sabemos que um dia iremos envelhecer – aqueles que conseguem isso são para mim vencedores. Envelhece o corpo, mas eu acredito que a mente, apesar de amadurecer, não pode envelhecer nunca.

Esse sentimento de criança é que nos conduz a coisas que não faríamos em hipótese alguma. São as criancices que nos fazem rir.

Ter filhos ajuda em muito, pois para brincar com eles nos transformamos em crianças. Quantas vezes eu brinquei com minha filha, nos seus 11 anos de idade, parecendo uma criança junto. No balanço, na gangorra, jogando futebol e em muitas outras brincadeiras.

Minha infância é claro que foi bem rica. Não tenho do que reclamar. Pude brincar de tudo o que eu quis.

Peteca (para quem não conhece aqui chamamos de peteca as bolinhas de gude), pião, empinar papagaio (ou pipa, dependendo da região), pique esconde, bola, aquela brincadeira de beijar (como diz na música do Molejo). O vídeo game só veio depois, quando eu trabalhava e pude comprar, lá pelos 14 ou 15 anos.

Eram brincadeiras saudáveis, muitas vezes me machucava sim, mas não reclamava, fazia parte. Adorava tomar banho na chuva, brincar na lama.

Na escola ou na vizinhança eu sempre pude brincar de tudo. E brincava. Foi uma maravilha.

O que pude fazer para minha filha gostar de brincar ao ar livre eu fiz. Levei-a muitas vezes ao parque, à praça. São momentos que ficam para sempre, pois são eternas recordações de nossas próprias reinações.

O conselho que dou sempre é: siga sua criança interior. Não se deixe envelhecer. Principalmente a mente.

No dia das crianças, lembre-se de comprar dois presentes. O seu e o dos filhos. E mais importante ainda. Brinque com seu (s) filho (s).


Antonio Henrique Fernandes

colunista

You Might Also Like

16 leitores apaixonados❣️

  1. Adoro ser criança ainda.... uma pena que nem todos me vêem assim! srsrsrsrrsrsrs

    Adorei seu texto Antonio! Parabéns!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula,
      Obrigado, a gente não deve deixar de ser criança nunca. há momentos para ser adulto, mas esquecer de ser criança... nunca.
      bjs

      Excluir
  2. Lindo post, Mila!
    Acho que é verdade... Precisamos deixar a criança em nós vir à tona mais vezes! Brincar com as crianças esquecendo que somos adultos e nos deixando levar. É difícil fazer isso quando ficamos, por muito tempo, controlando tudo, não é? Ser criança é reconhecer que a vida é muito mais do que responsabilidades e compromissos.
    Amei!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Francine,
      Quando escrevi esse texto eu estava pensando justamente nas coisas que muitas vezes deixamos de fazer porque somos adultos. não é porque somos mais amadurecidos que temos que deixar nosso lado criança de lado. para sermos mais felizes temos que resgatar sempre que pudermos esse nosso lado.
      bjs

      Excluir
  3. Oi, Antonio! Nossa infância foi muito parecida.
    Cresci na roça e considero isso uma vantagem em certas partes. Brinquei com todos os brinquedos que
    você descreveu no texto. Maioria das vezes foi com meus irmãos até porque minha irmã era a mais velha.
    Eu viva subindo em arvores, comia manga no pé e deixava o caroço por lá sem tirar do pé. rsrsr
    Minha infância apesar de faltar algumas coisas, pois nem sempre tinha dinheiro para estes gastos foi muito bem aproveitada.

    Ainda tenho a minha primeira boneca - lembro-me de ter chorado muito para que minha mãe a comprasse - e tenho ela aqui em algum lugar guardada. Lembranças boas da infância - que foi uma das melhores épocas da minha vida. Minha adolescência foi ótima, e sei que minha vida adulta vai ficar boa também rs.

    Tenho 23 anos - quase 24 -, mas me sinto tão criança para ter esta idade e já ser até formada rs

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê,
      a gente nunca deve deixar de ser criança, agora imagine eu com 43, sempre me senti um garoto. hehehehe
      adultos felizes foram crianças felizes, com uma infância rica em brincadeiras.
      bjs

      Excluir
  4. Ola Antonio concordo com você temos que incentivar eles a brincarem , minha filha de 12 anos só vive com esse celular, devemos ir a parques , bola , mas precisamos insistir pois a juventude de hoje não sabe a alegria que é brincar de pega pega , esconde esconde só vivem em celulares Uma pena .

    abraços


    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joyce,
      incentive mesmo. chame... leve para o parque, brinque junto. adultos felizes foram crianças felizes, como sempre comento. celular é legal? é, mas as outras brincadeiras também são.
      bjs

      Excluir
  5. Mais que perfeito!
    Acho tão importante poder ser criança
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rízia,
      com certeza é importante... a vida adulta é muito séria e o tempo passa rápido, entao temos que viver a nossa criança interior sempre que temos tempo... e brinquemos com nossos filhos.
      bjs

      Excluir
  6. Quando criança brinquei muito na rua...subi em árvores...
    Ser criança é mesmo muito importante, ficar trancado em casa assistindo a TV ou jogando video-game não é saudável :P
    Clã dos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Marissa, até porque as crianças precisam tomar sol, criar anticorpos, e nada melhor que brincar fora, fazer tudo isso que uma criança tem vontade de fazer.
      bjs

      Excluir
  7. Oi Antonio,

    Quase não pude brincar porque tinha que cuidar dos meus irmãos menores para papai e mamãe trabalharem, mas quando a nossa família tinha uma condição financeira melhor, época em que ainda morávamos na Bahia, lembro-me de até o seis brincar muito no sítio dos meus avós, na rua, nadar no rio e pular fogueira no São João. Preciosas recordações que fizeram e fazem de mim uma pessoa que valoriza as pequeninas coisas que se tornam grandes tesouros.

    Bjs
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tânia,
      com certeza essas pequenas coisas a gente leva para o resto de nossas vidas. e repassamos aos nossos filhos, mesmo com essa tecnologia toda.
      bjs

      Excluir
  8. Olá Antonio!
    Adorei o seu texto.
    Realmente tem vezes que nos esquecemos de como é ser criança. Mas nos filhos fem pra nos ensinar novamente. Essa é uma parte da nossa vida que nunca podemos deixar morrer.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Suelen, para sermos ótimos adultos temos que ser ótimas crianças. e continuar assim hehehe.
      bjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias