Penas e Nanquim - Cinderalla

14:00

Oi meus lindos leitores!

Como sempre digo, essa coluna não é apenas para jogar uma resenha de um titulo para vocês, é mais como um bate papo descontraído sobre um assunto que eu amo e quero a cada semana apresentar mais desse universo para vocês!

Apesar de eu viver dando dicas de títulos de livros e quadrinhos das pessoas, é muito raro eu conseguir ler logo algo que me indicam. Mas essa foi uma pequena exceção. Sou uma das criadoras de conteúdo de uma pagina no facebook sobre mangás e quadrinhos (chamada de Mangás Brasil) e é normal entre os CDC ficarem trocando dicas de quadrinhos uns com os outros. E o que eu tive que caçar para encontrar é o que venho falar hoje!


O mangá se chama Cinderalla, e acho que para muitos vai ser bem interessante. Como disse em outras postagens dessa coluna, para quem está começando nesse universo, é bem melhor correr para edições de volume único (conhecido como oneshot). O titulo em questão foi lançado em 2006 pela Editora Conrad, e por ser antigo, me deu um pequeno trabalho para encontrar o exemplar (para quem quiser saber, encontrei no Estante Virtual por 5 reais o volume).

Como eu disse no paragrafo anterior, o interessante que esse titulo pode despertar em vocês, é porque todos conhecem o conto que inspirou o quadrinho. Para quem desconfiava: Cinderalla é inspirada no conto de fadas da Cinderela. Mas diferente do conto de fadas tradicional, aqui o que muda é que tem zumbis.

Eu sei, eu sei. Podem reclamar dizendo que a Mia aqui é bem estranha por ter um gosto esquisito e até mesmo macabro, mas fazer o que? Adoro coisas que sejam fofas e macabras ao mesmo tempo (igual aquela marca que são os bichinhos esqueletos: Os skelanimals). Acontece que, por ter um gosto peculiar assim, quando olhei a capa, fiquei morrendo de vontade de ler. Então, vamos deixar essas explicações de lado e falar um pouco do titulo.

A autora desse mangá é Junko Mizumo, uma jovem bem fofa (quem puder ter acesso ao mangá, vai conferir uma entrevista com a autora no final do encadernado). E ela conseguiu nesse mangá de volume único fazer algo divertido e bem diferente dos contos que já estamos acostumados a ver por ai. Eu a parabenizo porque, por ser uma história de caráter popular, fazer algo diferente é muito difícil (você percebe as grandes tentativas que tem em usar essas histórias centenárias para fazer algo novo quando confere séries como Once Upon a Time, os filmes da Disney, o filme de Hansel e Gretel etc). Esse não é o único mangá dela no mesmo estilo, ela tem outro chamado Hansel e Gretel e um anterior chamado Pure Trance. Mas esse é o único que se tem no mercado brasileiro.

Cinderalla Enterrando seu pai
(retirado do exemplar do acervo pessoal)
Mesmo não trazendo uma versão disney do conto de fadas, a essência de Cinderela ainda é bem marcante no mangá de Junko. Isso tudo porque, mesmo depois de crescidos, nós ainda gostamos de fadas e do famoso "felizes para sempre". Podemos considerar o mangá como um conto de fadas para adultos (meio aloprado, confesso - alguém ainda no mundo fala que algo é aloprado?! Acho que só a sessão da tarde).

A história segue o molde clássico: Cinderalla é uma jovem trabalhadora e esforçada que vive com seu pai, e os dois cuidam de um restaurante. Até que um dia acontece que seu pai morre. Perdida sem ter o que fazer, indicam a Cinderalla a ir ao cemitério a noite e ela reencontraria seu pai, então ela descobre que a noite os mortos voltam a vida e que assim ela poderia voltar a viver com seu pai normalmente e voltariam a cuidar do restaurante. Tudo estava feliz novamente até seu pai conhecer uma zumbi comilona com quem se apaixonou e quer casar.

O resto da história vocês descobrem lendo. Mas vou logo avisando, é uma história de enredo superficial (quando digo superficial, não menosprezo a obra, só digo que não a um aprofundamento e uma complexidade. É apenas uma história para se divertir lendo), tal qual o seu conto de fadas de origem. É bom ficar alerta quanto a classificação de faixa etária, já que não é indicada para menores de 16 anos, principalmente por falta de pudor da Cinderalla (que de princesinha ela não tem nada).

Indico a todos que, assim como eu, gostam de adaptações de histórias clássicas e de zumbis (isso me lembrou que estou louca para ler o livro "Orgulho e Preconceito e Zumbis" e o quadrinho "Independência ou Mortos"). 

Uma coisa a mais que quero chamar atenção de vocês é que o mangá (alem de ser esse super rosa choque) é que ele tem uma cartela de adesivos. Nunca em minha vida de colecionadora de quadrinhos, cheguei a ver um mangá vindo com cartela de adesivos (isso que é bem comum nas terras orientais, ainda não é tão comum para nosso país). Sem falar que a edição é totalmente bem trabalhada, com orelhas. 

Detalhe da cartela de adesivos e orelha do livro
(retirado do exemplar do acervo pessoal)
Espero que gostem do titulo. Quem ler o quadrinho ou procurar outros títulos da Junko pela internet afora (além de compartilhar o link pra download comigo, viu?) volte aqui na postagem e me conta sua experiencia com o titulo!!!

PS: Tem uma outra resenha desse titulo lá em meu blog Um Sofá À Lareira.

MIAKA FREITAS
Me Siga também nas Redes Sociais: 

You Might Also Like

4 leitores apaixonados❣️

  1. Oie o/

    Já havia visto antes, mas adorei ainda mais agora *-* o estante virtual é ótimo, boa parte dos meus livros antigos veio de lá e estão em ótimo estado.
    Adorei a dica e a resenha, vou procurar *O*

    http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei! A diagramação tbm é muito lindo *-* não fazia ideia desse mangá, achei bem legal mas um pouco curioso esse lance de Cinderella e Zumbis rsrsrs

    xoxo
    www.amigadaleitora.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Miaka tudo bem, apesar da minha idade lkkkkk eu amo ler Mangás, costume que tenho de quando era mais novas, agora quem traz as novidades é meu filho de 15! Adorei Penas e Naquins diferente ainda não tinha visto! Dica anotada sua fofa!
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  4. HAAA!!!! Eu quero! *o*
    Já fui ver o preço e adicionei no meus skoob, acho que este será o primeiro mangá que leio! rsrsrsrsrsrrs

    Adorei a resenha, espero que vc traga mais mangás de volume único, pq de séries, já basta os livros que tenho e ainda não terminei! kkkkk

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias