Viver em Harmonia na Sociedade

16:01

Olá pessoal, espero que estejam todos bem, este é o primeiro texto do ano, após as minhas longas (?) férias. de volta com tudo. um Feliz ano de 2015 e vamos lá.



Viver em harmonia na Sociedade


Ultimamente, no nosso país estamos vivendo tempos de segregação. Segregação? Sim, estamos vivendo uma sociedade que separa as classes. Por exemplo: os ricos x pobres; os negros x brancos: os heterossexuais x homossexuais e por aí vai.

O Brasil é o melhor país do mundo? Eu acreditava que sim, mas nos últimos anos estamos tendo um desentendimento social. Tempos do politicamente correto onde tudo é proibido de falar.  Tudo virou Tabu.

E isso está fazendo um mal terrível à nossa sociedade.  É inegável que antes ainda tínhamos uma relação mais harmoniosa.  Fazendo uma comparação muito esdrúxula é como Adão e Eva que comeram do fruto proibido do Paraíso e passaram a tomar conhecimento das coisas. Eu chamava um amigo (AMIGO) de negão ou neguinho e ele me chamava de branquelo e não estávamos nem aí, era amizade pura e fazíamos brincadeira. Poderia chamar aquele nordestino de CEARÁ, ou CABEÇA CHATA, até mesmo PARAÍBA e ele me chamava de GOIANO (sou goiano), e estava tudo bem. Mas hoje, se você fizer tudo isso corre o risco de ser preso... De repente parece que comemos do fruto proibido e vimos que não posso mais chamar meu amigo de negão (mesmo ele sendo negro) porque é ilegal, é crime, é proibido. Onde foi que ultrapassamos o limite?

Vivemos um tempo de cota para tudo. Perdemos a meritocracia. Não concordo com cota. Concordo com educação. Um povo educado não tem racismo. Um povo educado aceita todos de forma igual seja qual for sua origem. Um povo educado tem chances iguais, seja na faculdade ou no trabalho.

Eu era um cara orgulhoso em dizer que o Brasil todas as raças e credos viviam em paz. Um país em que todos os povos podiam viver em harmonia. Mas pelo visto estava redondamente enganado. Hoje se você for católico o evangélico não gosta e vice-versa, se você for muçulmano é terrorista, se for judeu é perseguido.

Gente, nem todo alemão é nazista. Será que é tão difícil de entender?

O maior exemplo e maior crítica que eu vejo quanto à sociedade humana vêm dos filmes de ficção científica. Por exemplo, o filme Independence Day, o nosso pobre planeta Terra foi invadido por seres de outro planeta. De um lado vemos um povo totalmente integrado, único, coeso e verdadeiramente vivendo em harmonia, com uma finalidade: os extraterrestres. De outro vemos um mundo completamente separado, com preconceitos, com sociedades desiguais e estupidamente chamado de raça humana que só consegue se unir por causa de um propósito: sobreviver.

Em outros filmes eu vi isso. Sempre quando é retratado um planeta habitado por extraterrestres a sociedade ali é melhor que a nossa, mesmo que as suas intenções não sejam nada nobres.

Falta-nos a unidade. Falta a harmonia. Falta educação. Aliás, falta tudo. Principalmente amor. Falta muito para a verdadeira raça humana viver bem com a pessoa ao lado. Se não conseguimos conviver com um vizinho vamos fazer isso com quem?

Vamos refletir.


Antonio Henrique Fernandes

Colunista

You Might Also Like

40 leitores apaixonados❣️

  1. Falta amor. Nunca li tamanha verdade. Sempre acreditei que o mundo poderia ser um lugar bem melhor se todos fossemos como as crianças, as bem pequenas, que ainda estão aprendendo sobre a vida. Mais precisamente, como os recém nascidos. Um bebê não liga se você é preto, branco, amarelo, azul, se tem anteninhas, pircing, tatuagens ou se você dorme com alguém do mesmo sexo que você. Ele só liga se você é bom ou não com ele. Confesso que já tive muitos preconceitos, acho que por causa do meio que vivi, mas hoje eu consigo ver quantas oportunidades maravilhosas eu perdi de conhecer pessoas incríveis. Ainda bem que consegui me livrar de meus preconceitos (pelo menos quase todos, afinal eu não sou perfeita). Adorei o texto. Altamente inspirador.
    Beijos

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lary,
      fiquei feliz que conseguiu se livrar de seus preconceitos. como vc falou, não somos perfeitos, mas isso não significa que não possamos viver todos em harmonia, respeitando ao próximo.
      bjs

      Excluir
  2. Um texto simples mas imbuído da mais pura verdade. E concordo com a colega ali de cma, o que falta é mais amor. E ainda acrescento que falta paciência, companheirismo e atitude doas mais fortes para com os mais fracos.
    Tá na hora da palavra preconceito sair do dicionário e dos pensamentos das pessoas. Quando falamos parece fácil, ou até uma utopia, mas precisamos de fato trabalhar isso com afinco. Parabéns pelo post.
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Vivi,
      falta amor, respeito, companheirismo e paciência, aliás, falta muita coisa para que possamos conviver pacificamente em sociedade. Somos e pelo visto seremos uma sociedade com preconceitos durante algum tempo.
      bjs

      Excluir
  3. Oi, Antônio! Sou fã dos seus textos! Parece que pensamos da mesma forma! A sociedade (mundial) está muito desunida e tudo é proibido de se falar.
    Estive há 3 meses em londres e falei árabe alto (porque lá tem muitos) e minha irmã disse para eu tomar cuidado porque poderia chamar atenção. Estamos vivendo numa sociedade em que tudo é proibido de se falar ou fazer ...e olha que nos consideramos avançados...quanta ironia!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi,
      Obrigado pelo carinho. Parece que é um problema mundial, mas tínhamos orgulho de dizer que o Brasil era um país em que todos conseguiam conviver harmoniosamente, mas isso parece que era utopia, ou será que estou enganado? precisamos a respeitar ao próximo, sermos mais amorosos.
      bjs

      Excluir
  4. Ola Antonio como sempre seus textos estão divinos e abrangem temas muito importantes, realmente essas diferenças não deveriam existir, o que gera esse preconceito de certa maneira a todos, se é Judeu , negro, enfim. Uma pena ver que a cada dia a discriminação se torna normal a cada dia. Triste de se ver para uma nação que saiu as ruas para lutar por seus direitos . abraços

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Joyce,
      Especificamente falando do Brasil, estamos vivendo tempos de segregação e muita gente não está percebendo, daqui a pouco teremos guetos com a minoria. isso precisa mudar com urgência.
      bjs

      Excluir
  5. Adorei o texto! Tudo vira motivo para segregar as pessoas, na faculdade os cursos de exatas diminuem os cursos de humanas, só para começar, isso foi tema de aula inclusive, pois a exatas se considera a ciencia superior, e todas as outras tem que calar quando ela determina algo, é o fim do mundo! bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Carol, obrigado.
      As pessoas têm que entender que ninguém é superior a ninguém, somos todos irmãos e quando essa ideia conseguir transformar as pessoas é possível que tudo mude e vivamos em um mundo melhor.
      bjs

      Excluir
  6. Belíssimo texto! Com certeza o que falta para nós é amor, não só em relação as pessoas mas ao planeta de forma geral. Infelizmente não é só o Brasil que passa pelos mesmos problemas. Acho que a verdade é que todos querem ter uma opinião pra tudo e ser reconhecido como "o certo". As pessoas ainda não aprenderam a ceder opiniões, crenças, etc para poder viver de forma mais uniforme...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Mel.
      Houve um tempo em que éramos felizes... não havia tantos crimes e não havia tanta perseguição. parece que nos dias de hoje todos são incitados à violência, ao desrespeito. com certeza falta Amor.
      bjs

      Excluir
  7. Olá!
    Eu diria que vivemos um tempo de generalização, que gera a segregação. Infelizmente, é mais fácil condenar o outro, seja quem for, do que reconhecer o seu próprio papel nas circunstâncias. Acho que as pessoas estão mesmo é irresponsáveis. Ninguém assume o que diz ou faz. Quando xingam um goleiro de macaco, defendem-se não terem a intenção de ofender. Quando saem dirigindo bêbados e atropelando famílias nas calçadas, defendem-se que não pararam para prestar socorro por medo de linchamentos. Assim fica fácil cometer qualquer erro.
    Por outro lado, é óbvio que não podemos avaliar qualquer situação apenas a partir de um único ponto de vista (individual). É preciso estar apto a avaliá-la sob uma perspectiva social, que nos inclui. Dou os mesmos exemplos: a garota que xingou o goleiro de macaco não merece ser vítima, também, de preconceito. O preconceito já não está sendo condenado porque nenhum ser humano deveria ser dele sua vítima? O que leva a nós, pobres mortais, pensarmos que temos o direito de escolher "quem" será a vítima em questão? A garota virou alvo de diferentes tipos de barbáries, o que só prova como o povo generaliza seus juízos. Não percebem que "somos o país do futebol", mas somos também o país "das maiores e mais violentas brigas no futebol". Somos o país que tem pessoas morrendo nos estádios. Somos o país que acha certo assediar e humilhar o adversário. Aquela garota era apenas reflexo disso… Humilhá-la, queimar sua casa, fazê-la perder o emprego e envergonhar-se na mídia levará a que tipo de mudança? Vejo apenas a perpetuação de uma violência, que apenas mudou de direção e forma.
    Enfim, acho que me estendi, mas o seu texto permite refletir. Penso que a educação, tal como colocou, é a resolução a longo prazo. Mas precisamos de medidas imediatas… Sei que você condenou as cotas, por exemplo, mas não podemos negar que elas existem por uma necessidade que precisava ser atendida. A educação, claro, a resolveria… Mas quando vão começar a investir nela ao ponto de obtermos seus resultados? O Brasil é o país das medidas paliativas. A escassez de água só vem provar o fato. Nunca houve tanta preocupação com o saneamento básico como hoje, mas essa era uma necessidade que deveria ser atendida independentemente das circunstâncias. Perdoe-me o termo, mas só nos movemos quando a "merda bate da bunda". É uma cultura. E a única boa notícia é que a cultura é mutável a partir das mudanças que cada um de nós estivermos dispostos a fazer.

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Fran,
      às vezes parece que precisamos perder para realmente dar valor ao que temos. Sou contra as cotas, mas concordo que é uma opção paliativa imediata até que haja uma maior e melhor forma de todos, realmente todos, conseguirem o seu intento. Aprendemos na marra. apanhando. Precisamos todos de educação, mas para a grande maioria fica a pergunta, onde se conseguirá essa Educação quando muitos não querem mostrar onde ela está? Acredito que estamos vivendo um momento que muitos países passaram e só agora o nosso país está vivenciando isso. saímos de engatinhar para querer aprender a andar. agora é questão de tempo.
      bjs

      Excluir
  8. Grande Antonio!
    Vivemos num tempo de ceticismo.
    Quando penso que o Brasil não está legal e que ainda nos falta muito, lembro-me das nações que muito pouco ou nada possuem... e não reclamam, muitos ainda, sorriem e dizem ser felizes...
    Então, concordo com você, quando diz que falta unidade.
    Mas, ainda acho que nos falta humildade. Porque é a humildade que nos torna capaz de amar indistintamente. E o que somos sem amor?

    Beijos!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiana,
      Ainda faltam-nos algumas coisas primordiais, mas vamos aprender a usar. estamos engatinhando no mundo e uma hora vamos ter que aprender a usar as pernas para andar. aí quem sabe conseguiremos essa unidade.
      bjs.

      Excluir
  9. É engraçado e trágico ao mesmo tempo sabe, Antonio. As pessoas que mais precisam rever seus conceitos... não se atentam a essas necessidades de mudança. Por exemplo aqui em SP, a crise hidrídica é uma realidade, porém, existem pessoas que continuam a gastar água deliberadamente... culpam apenas o governo... o que em parte é culpa mesmo, mas não total... pois ninguém se preocupava com a possibilidade de ficar sem, acredito que muitos ainda acham que não vai secar por completo. A educação, a paciência, o fazer o certo é cada dia mais raro. Lamentável. Mas eu nunca deixei de agir com os meus princípios em tudo. Vivo bem comigo mesma e quando deito a cabeça pra dormir, sei que sempre agi certo.




    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Aymée,
      concordo com você quando diz que todos temos que rever nossos conceitos. e como comentei acima, só damos valor a alguma coisa quando a perdemos. quem sabe na questão hídrica o cidadão aprenda a economizar e inclusive a repartir o que tem com quem não tem. isso será um grande passo para o respeito mútuo que é uma moeda faltante.
      bjs

      Excluir
  10. Olá... tudo bem??

    Você disse tudo e já venho com essa sensação ja faz um bom tempo... as pessoas se perderam e não tem mais consciência... tudo hoje é meticuloso e você parece que não pode ser você mesmo... não pode brincar mais... não pode se relacionar de uma maneira mais descontraída... não pode mais fazer piadas... não pode fazer nada porque tudo é tabu, tudo é preconceito... você exagerou e você merece ser punido... fico chocada com essas coisas pequenas... e cada vez mais me decepciono... porque não sinto mais surpresa com nada... apenas me decepciono... porque infelizmente é a única sensação que consigo ter... eu tenho uma filha e nesse mundo que vivemos ensinar os valores para ela complicado... porque ela mesma questiona tudo e quando dou um exemplo ela vem com um pior que me choca e ela só tem apenas 11 anos.. esse mundo infelizmente está sendo arrastado para um precipício sem fim... em vez de ir para frente está retrocedendo... mas eu ainda tenho as minhas esperanças que talvez possa melhorar.. acho que não é só apenas levantar a questão... temos que agir... acho que se todo resolver pensar igual as coisas podem começar a funcionar... adorei o texto e adorei o assunto abordado.... ainda fico meio perdida em saber o que dizer... está tudo tão errado... com tanta falta de sentimento... que fico sem saber um pouco como agir... ou como vou funcionar... Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Diana,
      Também tenho uma filha com 11 anos de idade e minha preocupação sempre foi ensinar o melhor para ela, mas isso fica difícil quando o todo o resto conspira para o contrário. Ela mesma foi vítima de pessoas que não respeitam ao próximo (e o que assusta mais ainda é que eram crianças como ela), ela era gordinha e só chamavam ela assim, até o dia em que ela decidiu que não ia ser mais gordinha porque não queria mais ser chamada assim. ela tinha um nome, e não era gordinha. hoje ela é magrinha, e fico feliz quando vejo nela perseverança. mas isso ainda me preocupa. Estamos andando em terreno movediço, em que a qualquer momento podemos ser tragados. Mas isso tem o lado bom, é melhor expurgar agora, colocar tudo de ruim para fora para poder melhorar. quem sabe mais pra frente possamos sim ser um país do futuro, com um ambiente altamente harmonioso em que todas as raças, credos e cores possam conviver em paz um com o outro.
      bjs

      Excluir
  11. Infelizmente a hormonia está em queda cada vez mais, não importa os motivos, mas as pessoas só estão de olho no próprio nariz, são preconcetuosas e gostam de um barraco. Gosto de ficar no meu canto e evitar o maximo confusão, mas sempre respinha na gente, acho que não custa tentar viver em harmonia.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Sammy,
      É complicado, mas acho que é hora de expurgamos tudo que é ruim, colocar tudo para fora e assim, sendo confrontados com nossos demônios possamos aprender e respeitar mais o próximo. assim conseguiremos conviver em paz.
      bjs

      Excluir
  12. Olá Antonio.

    Harmonia é uma palavra em desuso no mundo atual, infelizmente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Pamela,
      Infelizmente, mas um dia quem sabe a gente consiga aprender a fazer isso. viver em harmonia. aí sim poderemos dizer que somos todos irmãos.
      bjs

      Excluir
  13. Oie, tudo bom?
    Acho que o que está faltando na nossa sociedade é respeito ao próximo. As pessoas criticam as outras por sua classe social ou raça e não se importam com seus próprios defeitos. Tudo isso tem relação com a educação que recebemos e com os jovens que formamos na sociedade atual.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Aline,
      Concordo. A educação principal vem de casa, é ela quem defino o que vamos ser na vida. se aprendemos ali o bem e o mal, o certo e o errado, o preconceito e a falta de respeito não terão vez. mas ainda estamos engatinhando, para isso. espero que quando aprendermos a andar as coisas mudem.
      bjs

      Excluir
  14. Olá, tudo bem?
    Eu nunca vi uma sociedade harmoniosa. Hoje se evita sair por aí falando "negão", antigamente os negros eram impedidos de frequentar os mesmos lugares do brancos.
    Claro que muita coisa mudou, algumas melhoraram e outras não. A hipocrisia e falsa moral estão em alta.

    Não sou totalmente contra cotas (em universidades / cursos), principalmente enquanto não houver igualdade na educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Alessandra,
      Parece que vivemos os famosos tempos bicudos, em que ninguém se "entende", onde as brincadeiras ficaram para trás e viraram ofensas graves. Quanto às cotas, infelizmente é uma medida paliativa, o chamado mal necessário. espero ver o dia que todos tenham o mesmo nível de educação e concorram juntos, por mérito a uma vaga em concurso ou faculdade.
      bjs

      Excluir
  15. Olá, tudo bem?

    Acho que o que falta em nossa sociedade acima de tudo é o respeito. Se você respeita o próximo a cor da pele dele, sua condição financeira, não interferi no que ele é, mas sim ele deverá ser julgado pelo seu carácter.
    Vivemos sim em uma época de cotas, mas isso é culpa de um governo que acha que é mais fácil dar o peixe ou invés de ensinar a pescar. Enquanto a educação das escolas públicas não proporcionarem as mesmas oportunidades que as escolas privadas, é assim que o governo irá agir para garantir que parte da população de baixa renda consiga ingressar em uma faculdade pública.
    Infelizmente esse é o país em que vivemos.

    Abraços quentinhos!

    Patty Santos
    Blog Coração de Tinta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patty,
      Vivemos tempos difíceis, mas creio que um dia isso muda. estamos expurgando, colocando tudo de ruim que tem em nossos peitos para poder melhorar e quem sabe aprendermos a respeito ao próximo. no fundo ainda sou otimista.
      bjs

      Excluir
  16. Oi, adorei o texto, é bem atual e reflexivo. Também fico abismada com a forma como tudo é tabu, tudo é ofensivo e ninguém tolera nada nem ninguém. As cotas estão cada vez mais aumentando essa segregação, e ninguém toca na origem do problema: a educação de base. Concordo com você sobre isso. Tudo começa, passa e termina em Educação!
    E infelizmente, não vejo perspectiva de melhoras
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna,
      passamos por um momento realmente bem difícil e a curto prazo não vejo a situação mudar. tudo que fazemos é ofensivo, a qualquer um... cada um no seu quadrado, quando deveríamos ser uma unidade...vai demorar para descobrimos que somos um povo unido.
      bjs

      Excluir
  17. Oi, Tudo bem?

    Antonio, na minha opinião, deveríamos começar a plantar tolerância e como alguém falou aí nos comentários mais amor. Estamos em um mundo onde tudo acontece ão rápido que as pessoas não estão mais tolerantes com o próximo.
    É como se fosse cada um por si e nisso, nem tem tempo de averiguar tudo que passa por elas, é mais fácil sair pelo comum de tudo.

    Beijos
    Silêncio Que Eu To Lendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clicia,
      São tempos difíceis, uma época complicada, tudo passa realmente muito rápido, inclusive informações, muitas fofocas em redes sociais e isso também causa muita desconfiança e intolerância. precisamos aprender a conviver pacificamente com o próximo. quem sabe um dia.
      bjs

      Excluir
  18. Primeiramente, parabéns pelo texto e opinião, estou de pleno acordo com você, o que realmente falta para muitas dessas pessoas ignorantes é a educação e o amor pelo próximo para ai sim, se viver em harmonia. Ultimamente estamos vivendo em um país que ao invés de progredir não, está acontecendo totalmente o oposto, é lamentável ver isso sinceramente. :/

    Bjuus..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Giselly,
      ainda tenho esperanças de que as coisas mudem e assim poderemos vislumbrar um futuro melhor.
      bjs

      Excluir
  19. Olá,
    Ótima reflexão que você trouxe neste texto. Realmente nos falta muito para a raça humana ser melhor consigo mesma, nos falta amor, companheirismo, compreensão e educação. Ultimamente estas palavras são apenas palavras pois os sentimentos estão ficando escassos.

    Beijos, Kamila

    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamila,
      E o pior é que falta isso no mundo inteiro. cada absurdo que vemos no nosso dia a dia. Falta sim, muito amor. mas ainda tenho esperanças que isso mude, e logo.
      bjs

      Excluir
  20. Olá Antonio!
    Adorei o texto. Concordo com você plenamente. O Brasil era um país muito bom pra ser viver. Mas a própria sociedade está destruindo essa harmonia. É tanta lei que acaba no confundindo o nos colocando uns contra os outros.
    Temos que rever nossos conceitos.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suelen,
      Falta tolerância para muita coisa. E sim, temos que rever nossos conceitos e saber o que queremos no nosso futuro.
      bjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias