PENA DE MORTE NA INDONÉSIA

17:46



Recentemente vimos toda a comoção da execução da pena de morte do brasileiro Marco Archer na Indonésia.  Vários pedidos de clemência foram feitos, inclusive da nossa Presidente Dilma Rousseff que apelou até para o Papa Francisco.

Para entender o caso, o brasileiro Marco Archer foi preso em 2003, no Aeroporto de Jakarta, com 13,4 quilos de cocaína escondido no interior dos tubos de sua asa delta, foi detido, mas conseguiu fugir, sendo preso novamente 15 dias e após o julgamento foi condenado à morte, pena atribuída ao Tráfico de Substância Entorpecente naquele país.

Em 2005, em entrevista ao repórter Renan Antunes de Oliveira, ele disse textualmente que era um “traficante” e que só sabia viver disso. Traficou durante 25 anos até ser pego pela polícia da Indonésia.

A Indonésia até então, poucos anos antes da prisão de Marco Archer, não considerava Tráfico de drogas como um crime punível com a morte, isso veio depois. Quando Archer foi preso a pena já vigorava.

Já deixo bem claro uma coisa: não concordo com a pena de morte. Em nenhum caso. Apesar de trabalhar na Polícia Civil eu acredito na Justiça, mesmo ela capenga, como anda ultimamente.

Agora, se há países em que algum tipo de crime grave é punível com a morte, não podemos interferir. Ele teve um julgamento justo, teve defesa, mas como ele mesmo disse na entrevista, ele era culpado. Sempre foi traficante.

Aqui no Brasil ninguém gosta de traficante. Aí eu pergunto o que fez Marco Archer ser um traficante diferente. O fato de ele ter sido condenado à morte? No Brasil, tanto traficantes quanto policiais que os prendem são punidos com a morte... Sem julgamento. Sem defesa. E ninguém fica comovido.

Orei por ele. Mas não podemos fechar os olhos para o que um traficante faz. Ele nunca tem boa vontade. Ele quer dinheiro. Com a desgraça dos outros. Quanto mais viciados, mais o traficante ganha dinheiro. É um vírus que se espalha no mundo e no Brasil a coisa fica grave.  Por que o presidente da Indonésia considera o Tráfico de Drogas mais grave?

Vou tentar explicar.

Quando eu era garoto eu li um livro impressionante chamado O ESTUDANTE, da escritora Adelaide Carraro. Nele, o personagem principal, um adolescente amoroso com os pais, educado, que amava a irmã mais do que tudo na vida, um ótimo estudante, amigo de todos, foi para uma festa e lá ofereceram uma pílula porque ele estava com dor de cabeça. A pílula era droga. Ele se viciou. E piorou. E na sua piora a família foi afetada, pois começou a tratar mal aqueles a quem ele amava. Começou a furtar e depois roubar. Seu futuro era completamente incerto, mesmo cercado de amor. O final é chocante, mas olhando com a idade que tenho hoje, vejo que em nada difere o que passa os jovens de agora. A droga devasta tudo, sociedade, família, escolas, amizades, relacionamentos. A droga cria monstros, criminosos, assassinos.

O Tráfico de Drogas é o maior responsável por pelo menos 50 % dos crimes graves no Brasil e no mundo. E acho que estou sendo otimista. Provavelmente a porcentagem pode ser maior ainda. O Tráfico de Drogas ainda movimenta milhões com a indústria armamentista, no mercado negro ou nem tão negro assim.

Uma parte ficou tocada pela situação do brasileiro. Não quero ser um cara chato, mas brasileiro já foi um cara legal, bacana. Mas hoje é visto como o cara que resolve as coisas com o “jeitinho brasileiro”, sem ser profissional. Fora a violência esse era o maior empecilho para mais visitantes durante o evento da Copa do Mundo e assim ainda será quando vier as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. Então porque acham que o presidente iria comutar a pena? Por que o cara era brasileiro? Brasileiro é tudo legal?

Era brasileiro, mas acima de tudo um traficante, como ele mesmo se dizia.

A Justiça foi cumprida. Para o bem ou para o mal. Não cabe a nós julgar o sistema judiciário de outro país quando o nosso próprio sistema é falho. Nossas leis são falhas. Que tal olhar primeiro para o nosso próprio umbigo antes de criticar outro país?

Todos os dias inocentes são julgados pelos traficantes e mortos sem piedade; todos os dias morrem policiais em combate contra o tráfico; todos os dias morrem traficantes em combate com a Polícia. E diferente do brasileiro, que teve um julgamento, a chance de se defender, esses que morrem todos os dias não foram tiveram chance de se defender.

Vamos pensar sério nisso.




You Might Also Like

34 leitores apaixonados❣️

  1. Oi Antonio!
    Ótima cítica! Concordo totalmente com vc!
    Não acompanhei o caso, mas fiquei sabendo, tbm me perguntei o que fez dele tão especial ao ponto de a Presidente tbm intervir.... enfim... Brasil "um país de tolos" neh? rs

    Tbm li este livro que vc citou, O Estudante, e é um dos melhores livros do gênero que já li. Super indico!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula,
      O Brasil precisa urgente de novos heróis... e O Estudante é essencial, deveria ter em todas as escolas e ser leitura obrigatória.
      bjs

      Excluir
  2. Exatamente o que penso, cada palavra escrita eu assino em baixo, perfeito,

    teve um debate na minha escola sobre isso e muitos não sabiam que ela ja traficava a anos,

    acreditavam que foi um coitada de pouca instrução que estava sendo punido por praticar a unica realidade que conhecia

    , resumindo acreditavam que ele era um pobre coitado,

    fico indignada quando associam pobreza a desonestidade

    como se fosse desculpa traficar porque não tem o que comer, não era o caso desse cidadão,
    e nada justifica cometer atos ilícitos
    como dizia minha avo a sempre tem um terreno pra capinar

    http://sonhosdeleitor.blogspot.com.br/.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janaína,
      Sua avó era bem sábia. Ser pobre não significa que tem se tornar bandido. e o Marco Archer vivia em outra realidade. Mas muita gente acaba sempre opinando sobre o que não conhece.
      bjs

      Excluir
  3. Oi Antonio. Excelente crítica. Concordo com vc em quasse todo seu ponto de vista.... Sou de uma familia de advogados, marido, pai, irmão, e eu, e como costumamos brinca entre nós, ainda temos os rábulas, ou seja, mãe e outro irmão, rsrsrs. Discutimos muito esse assunto, e sinto em discordar com você com relação apena de morte, porque há mal que parece que nunca será expurgado da face da Terra. O tráfico e o uso de drogas infelizmente viraram um círculo vicioso, literalmente. Traficantes condenam familias, e não só o viciado, a morte toda hora. Quantas familias não forma, e estão sendo destruídas por eles? E como disse o próprio Archer, nesse caso, ele era traficante há 25 anos, e só sabia fazer isso. Será que se apena dele fosse alternativa ele deixaria isso? Se não, quantas familias mais ele destruiria, porque muitas ele destruiu..... è um tema polêmico e controverso, mas nesse caso eu sinto em pensar que só a pena de morte para dar fim nisso........ Parabéns pelo texto.
    www.amorascompimenta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Obrigado e fico feliz que tenha gostado. O tráfico de drogas infelizmente é o mal do século. Sempre existiu, mas agora o estrago está sendo mais visível e sentido. Quanto à pena de morte, é um assunto controverso mesmo. pode ser a solução, mas ainda acho que o Estado querendo pode mudar isso. Quem sabe?
      bjs

      Excluir
  4. Oi Antônio!
    Adorei sua crítica. Extremamente ponderada.
    Tem me incomodado mto os excessos para os dois lados sobre esta questão.
    De um lado estão os que glorificam o sistema penal da Indonésia pq "bandido bom é bandido morto". Isso me causa até calafrios. Gandhi já dizia "olho por olho e o mundo acabará cego". Vi uma imagem fortíssima na internet de uma moça sendo enterrada em pé até a cintura para ser apedrejada até a morte por ser adúltera. Lembrando que lá se vc ficar de conversa na rua já pode ser considerado adultério... Abraço então, vixi...
    Mas também me indigna aqueles que acham que o cara deveria ser isentado da pena de morte sabe-se lá Deus porquê... Sou radicalmente contra a pena de morte, mas se ela existe lá (tomara que não por mto tempo) não vejo pq um brasileiro seria isentado. E sim, também concordo que o tráfico é uma das coisas que mais destrói, infelicita e nos coloca numa posição mtoooo longe daquela que deveríamos ter, a de seres de luz...
    Parabéns pelo posicionamento...
    Abç, ótima semana pra vc!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamella Fernandes (mesmo sobrenome hehehehe).
      Obrigado, o Brasil (e o mundo) precisa ter consciência que a droga é que é o mal de tudo, e o traficante vive da desgraça do outro, entao a pena tem que ser diferenciada, tem que ser exemplar, mas como eu disse antes, sem pena de morte.
      bjs

      Excluir
  5. Oi, Antônio!
    Sou contra a pena de morte assim, como você. Mas, acredito que devemos respeitar a soberania de cada país e não tentar interferir em suas leis.
    Como você disse, o cara assumiu que sempre foi traficante, então ele sabia onde estava se metendo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi,
      foi exatamente o que eu disse no texto, temos que aceitar a soberania de outro país, mesmo não concordando. E temos que olhar para o nosso próprio sistema prisional que é falho e fraco.
      bjs

      Excluir
  6. Oi, Antonio!
    Essa questão tem provocado uma grande polêmica… Mas concordo, em partes, com o que você mencionou. Houve um julgamento justo e o réu teve direito à sua defesa, mas era culpado e preso em flagrante – e depois preso novamente após fugir. Cada país tem suas leis e nada podemos fazer sobre isso.
    A comoção do povo não me causa estranhamento… Infelizmente, estamos longe de um entendimento perspicaz sobre o nosso sistema penitenciário e as leis pelas quais julgamos o que é condenável. Independente da minha opinião, penso que o Brasil não está preparado para a pena de morte. Nosso judiciário é muito falho e seria fácil levar inocentes para a "cadeira elétrica".

    Abraço,
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fran,
      Infelizmente nosso país não aprendeu ainda a ter um judiciário forte e um sistema prisional que realmente funcione e ainda tem gente que quer pena de morte no Brasil. nunca ia dar certo. E devemos respeitar a soberania de outro país, principalmente porque tudo correu dentro de um sistema judicial legal.
      bjs

      Excluir
  7. Concordo com você, as pessoas não sabem nem metade do que ocorre nas ruas, nos combates entre a polícia e os traficantes, pessoas inocentes ou não morrem todos os dias, e ninguem liga para isso, ai de repente começaram a falar desse caso como se fosse algo muito fora do normal. Realmente temos que cuidar mais do nosso país ao inves de ficar julgando as leis de outros paises, afinal não podiamos fazer nada, e o traficante executado fez por onde, se ele tivesse trabalhado duro teria pouco, mas com a cabeça tranquila no travesseiro!
    Abraços!
    CarolMello.com

    ResponderExcluir
  8. Antônio!
    Concordo com sua opinião. Nos compadecemos por ser um compatriota nosso, entretanto, é inadmissível o que os traficantes fazem, vendendo suas drogas e aliciando as pessoas ao consumo de algo que só faz mal...E ainda mais ambicionando 'rios' de dinheiro, porque se se dispôs a ir para outro país, enfrentar fronteiras e a legislação de lá, é porque o benefício financeiro e pessoal com toda certeza é maior.
    A droga tem dominado, fico até com medo de qualquer dia um traficante acabar sendo presidente de nosso país...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva,
      Fico triste quando brasileiros fazem coisas erradas no exterior. já somos vistos como malandros que só fazem as coisas funcionarem com o "jeitinho brasileiro". E espero sinceramente que ninguém eleja um presidente traficante.
      bjs

      Excluir
  9. Oiee, tudo bem? Este assunto é uma coisa muito delicada de se debater, a única coisa que posso dizer sem nenhuma dúvida é que o Tráfico de Drogas é uma coisa horrorosa e que sempre destrói vidas e famílias, mas apesar disso tudo pena de morte é uma coisa muito pesada, acho que ninguém merece tirar a vida de ninguém. Sei que isso acontece muito quando traficantes matam policiais e pessoas inocentes, mas pena de morte é uma coisa na qual eu não apoio, me parece uma coisa muito sem sentido. Adorei a postagem , Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Gustavo,
      obrigado pela força. Como eu disse no texto, também sou contra a pena de morte. sou a favor de melhorar nosso sistema prisional e ter um judiciário forte, com leis mais duras. Quem sabe um dia né?
      um abraço

      Excluir
  10. Oiee ^^
    Não tenho opinião sobre pena de morte, primeiro porque nem mesmo assim a justiça seria feita, e segundo porque não podemos interferir nas leis de outros países, como você disse. Se traficar drogas tem como punição de morte em países asiáticos, precisamos respeitar. Fiquei revoltada com a "comoção" que esse caso causou. Apelar para um traficante que confessou viver disso a Dilma apela, mas e os milhares de brasileiros que morrem todos os anos, pessoas honestas? Adorei o seu texto :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Dryh,
      Há nesse caso uma inversão de valores a partir do desconhecimento do fato. se todos soubessem sobre a verdade envolvendo o Marco Archer talvez não se comovessem tanto...
      bjs

      Excluir
  11. Oii, tudo bem?
    Eu particularmente sou contra a pena de morte, mas sou a favor de uma prisão perpetua, acredito que nenhum ser humano tem o direito de matar o outro, mas isso é a minha opinião, mas como ele foi pego na Indonésia e eles acreditam que a punição correta seria a pena de morte eu vou respeitar, afinal ele estava traficando no pais deles.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovana,
      Exato, tb sou contra a pena de morte. acredito na pena de prisão perpétua com trabalhos, forçados ou não.
      bjs

      Excluir
  12. Respeito e concordo com sua opinião. Eu não sou a favor de pena de morte, pois pelo que aprendi só quem tem o direito de tirar a vida de alguém é Cara lá de cima. Mas nesse caso, temos que respeita as leis do país, se lá trafico é pena de morte, o que vamos fazer? Quem mandou ele fazer merda?...
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brubs, eu tb nao sou a favor da pena de morte, deixei bem claro no texto, eu acredito que precisamos de um país com um sistema judiciário forte e um sistema prisional que funcione. Agora quanto ao Marco Archer, ele realmente procurou por isso, e pagou com a vida.
      bjs

      Excluir
  13. Concordo com você, porém como a Brubs disse, devemos respeitar a lei de cada país, e se ele foi contra as leis de lá, deve ser feito as devidas providências de acordo com o país.
    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Italo,
      Foi exatamente isso que eu disse no texto, como vamos fazer algo contra o sistema judiciário de outro pais, quando o nosso é um caos? cada um paga pelo que fez de errado, infelizmente no caso dele a pena era perder a vida.
      um abraço

      Excluir
  14. Cara, se eu fosse ser sincera sobre o que penso desse caso o povo me chamaria de fria. Mas como tive minha família destruída pelas drogas, eu não me comovi nem um pouco pela sentença dele. São caras como ele que destroem famílias todos os dias,sendo viciando filhos,pais,maridos ou matando policiais que são filhos,maridos,etc.

    O cara trafica 25 anos,faz e refaz aqui no Brasil,rebola e ri da cara da sociedade e nada acontece.Aí meu irmão,vai lá pra fora e pensa que é igual e se lasca todinho. Acho que a pena de morte se acontecesse aqui teria muitos inocentes mortos,porque a nossa justiça infelizmente só julga mesmo os inocentes, como vejo isso jornais várias pessoas sendo presas injustamente e só descobrem isso meses depois, ou até anos depois quando o cara já estará sujo perante a sociedade.

    Mas o que acho engraçado, é que a Dilma não pede clemencia para uma família que está sem o que comer, porque o marido foi morto por um bandido em um assalto, nem vai dar assistência para a família quando o filho é morto pro bandidos quando volta da faculdade ou de uma festa.

    Enfim cara, esse assunto me dá nos nervos, e acho que a sociedade deveria abrir os olhos para o que está acontecendo no nosso dia a dia, em como estamos a cada dia mais a mercê de bandidos e não ficamos apenas de braços cruzados, porque bandido não tem dó de matar um pai de família por não ter dinheiro quando é assaltado não. Mas a filha da mãe tem dó de um cara que destrói famílias a 25 anos.

    É o cúmulo.


    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Simeia,
      Pior é que nem a família de policiais mortos pelo tráfico são assistidos pelo Estado. O Tráfico é uma doença grave e parece que por enquanto nao criaram a cura. Quem sabe um dia.
      bjs

      Excluir
  15. Gostei muito da forma como você escreve. Consegue demonstrar claramente sua opinião sem causar desconforto, ou afronta a quem possa pensar de forma diferente. Penso que precisamos aprender a expor nossas ideias desta foram, pois tenho visto muitas pessoas se atacando, ofendendo e agredindo por causa de pensamentos opostos.

    Sou contra a pena de morte. Talvez um dia eu mude de ideia, mas hoje, eu não concordo com a possibilidade de tirar legalmente a vida de alguém. Não falo por ter pena do bandido, muito menos por pensar que as vítimas não merecem justiça, apenas não acredito que se deva resolver todos os problemas da sociedade matando.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra,
      obrigado, é difícil conseguir equilibrar uma opinião quando muita gente acaba te detonando, mas vou tentando. Também acredito que a pena de morte não ajuda a ninguém, nem mesmo a diminuir a criminalidade.
      bjs

      Excluir
  16. OI, Antônio!

    Eu também sou contra a pena de morte. Mas ao mesmo tempo, também acredito que ele praticamente "pediu" para morrer, porque ele foi fazer um coisa ilegal, onde a pena pelo erro é a morte.
    Fico um pouco em dúvida, mas no final, a balança pesa mais para o lado que ele sabia muito bem o que ele estava fazendo. Ele não estava sendo enganado ou ludibriado. Ele está ciente de tudo que estava fazendo, então merece a pena que teve.

    Beijos
    Silêncio Que Eu To Lendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clícia, ao traficar em um país que provavelmente ele sabia das leis, já que vivia lá, até falava a língua deles, ele arriscou, e infelizmente se deu mal.
      bjs

      Excluir
  17. Oi Antônio, a familia dele que me perdoe, mas ele teve o que mereceu. Destruiu muitas famílias enquanto traficava, por isso não tive nenhuma pena. Antes ele do que mais alguns que se viciem neste mal. E você disse bem, é a lei do país, deve ser respeitada, não é como aqui que as leis só passam a mão na cabeça dos criminosos.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  18. Olá Antonio!
    Sempre vindo com texto polêmicos.
    Bom vou expor a minha opinião. Eu concordo com a pena de morte, mas aqui no Brasil isso não velaria de nada pois somente os mais pobres iram sofrer com isso. Mas se todas as circunstancias são julgadas corretamente então sim concordo. O que acho é que ele pagou pelo crime dele, o que ele foi fazer num país com drogas? Foi contaminar a população com essa droga que acaba com famílias, destrói o ser humano. Eu tenho pena sim dos policiais honestos desse Brasil que são poucos. Os que compactuam com a corrupção e tráfico só sofre as consequências dos atos deles, muitos morrem por culpa deles mesmos. Não tenho pena de traficante no Brasil, são outros que tinham que desaparecer, pois eles não usam as drogas, mas acabam com muitas e muitas famílias.
    Adorei o texto, apesar de descordar de você em algumas questões.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias