Semana Bárbara Negrão & Jorgeana Jorge # Entrevista

08:00

ENTREVISTA JORGEANA

Oi pessoal.

Vocês no decorrer dessa semana puderam acompanhar esses lindos momentos que passamos ao lado da querida Jorgeana.

Foram dias muito gostosos em que descobrimos um pouco mais dela e de À Espera de um Adeus. 

Pudemos nos encantar com seu jeitinho, e para quem ainda não leu sua obra, esperar ansiosamente por esse momento.

Mas calma que ainda tem mais. Nossa semana infelizmente está acabando. Mas podemos conferir ainda, uma entrevista super especial e recheada de novidades que a Jo concedeu aos blogs.

"Bora" conferir então?




Fale um pouco sobre a Jorgeana. 


Casada há 18 anos com um marido maravilhoso e mãe de dois meninos lindos, procuro equalizar meu tempo entre a família, as aulas no IFCE (Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Educação), a Igreja e os livros. Sou uma pessoa extrovertida e de bem com a vida. Amo viajar, conversar e trocar idéias com os leitores. 


Como foi o seu primeiro contato com a literatura? Fale um pouco sobre a Jorgeana leitora.

Minha paixão por livros nasceu bem cedo por incentivo do meu pai. Era viciada nos gibis da Turma da Mônica. Desde então, a literatura passou a correr nas minhas veias como um elemento vital. Mas durante todo esse tempo eu era apenas uma leitora compulsiva e apaixonada por romances. Lia tudo que caia em minhas mãos, porém os romances é que me faziam suspirar. Francine Rivers, Jane Austen são nomes que me influenciaram na forma de escrever. A veia escritora veio latejar há pouco tempo (2009) quando escrevi meu primeiro livro (não publicado) que é voltado para o público new adult.


De onde vem a inspiração para as histórias?

A minha inspiração vem de eventos do dia a dia. Qualquer situação me é inspiradora. Positiva ou negativamente. Observo muito o comportamento das pessoas e procuro sentir o ambiente a minha volta. As cenas mais triviais do cotidiano podem render belas cenas. 

No caso de “À espera de um adeus” foi um pouco diferente. Como trabalho com casais há 15 anos, isso muito me ajudou a construir o casal Samantha e Douglas. As principais problemáticas que diagnostiquei nos lares que acompanhei foram os temas centrais abordados nesse romance voltado para o público mais adulto ou para jovens recém casados. A minha mais grata surpresa foi perceber que ele conquistou diversas faixas etárias de uma forma muito especial. 


Você acha que os leitores se identificam com os personagens? Tem um pouco da Jorgeana em algum personagem?

Com a Samantha, principalmente. Ela é uma personagem bem comum. As leitoras acabam se identificando com uma coisa ou outra dela. Acredito que por isso temos tido um feedback tão positivo do livro até agora. As pessoas têm se visto nos dilemas desse casal. Têm sofrido e se emocionado junto com eles. Isso fica bem evidente nos depoimentos que recebo. 

Acredito que acabamos deixando algumas marquinhas em nossos personagens. É difícil evitar. Mas procuro ser cuidadosa na construção deles lembrando que eles têm personalidades, anseios e vozes próprias. Fico sempre atenta a esses limites. 


Como é se despedir dos personagens dos seus livros?

É tranqüilo pelo fato de eu tentar curti-los ao máximo. Para o autor é como se eles existissem de verdade. Compartilho emoções o tempo todo. Sofro, me emociono, me irrito, me alegro. Faço a festa com eles. Quando fui para Guarapuava (cidade onde a estória acontece) pela primeira vez, eu ficava olhando para os lados como se eu fosse cruzar com eles a qualquer momento. Foi bem surreal. Parecia que eu estava dentro de um filme. E quando fui conhecer o Batalhão do Corpo de Bombeiros e o Parque das Araucárias? Foi uma emoção indescritível. 


Qual a dificuldade de se publicar um livro no Brasil?

É muito desafiador ser escritor no Brasil. A literatura estrangeira domina o mercado com sobra. O marketing é pesado em torno dos títulos deles e contamos com o preconceito que ainda está impregnado no leitor em relação à literatura nacional. Mas percebo mudanças positivas nesse cenário. Como sou leitora há anos e acompanho o mercado de perto vejo aberturas significativas apontando novos horizontes mais promissores para autores nacionais. 

Meu caso foi bem atípico. Inscrevi-me em três editoras e recebi resposta positiva de duas em poucos dias. Tudo aconteceu muito rápido – contratação, confecção do livro, publicação, divulgação, resposta do leitor. Foi, e ainda está sendo, bem desafiador para mim, descobrir-me nesse novo contexto. 

O legal é que o leitor brasileiro está se permitindo conhecer as produções literárias nacionais e tem se agradado muito com os enredos produzidos em solo tupiniquim. As editoras e os blogs também têm percebido isso em conseqüência têm dado mais espaço para autores brasileiros.


Como você descreveria sua própria história?

Vivo numa montanha russa de emoções. Mesmo quando estou na parte mais baixa isso não quer dizer que a emoção acabou; apenas é um tempo para tomar fôlego para a próxima subida que trará um coquetel de adrenalina surpreendente e viciante. Sou uma pessoa abençoada por Deus, pois sinto o amor Dele todos os dias sobre a minha vida e da minha família. 


Como lida com as críticas?

Elas fazem parte de qualquer área profissional. Independentemente do que você faça as críticas, positivas ou negativas, sempre te acompanharão. Procuro manter meu espírito bem preparado nesse sentido. Sei que dificilmente uma literatura agradará a gregos e troianos; a minha não fugirá a esta regra. Cada um tem as suas preferências e convivo bem com quem tem uma opinião diferente da minha. Mas acho que o respeito deve sempre temperar as nossas opiniões, principalmente, quando elas são divergentes. 



Conte-nos um pouco sobre seus próximos projetos literários? Tem planos de tentar outros gêneros?

Tenho três livros concluídos na gaveta. Todos new adult. Contudo, o meu foco continua na continuação do livro “À espera de um adeus” que já está pronta. Quando escrevi a estória desse casal não era pretensão minha dar continuidade a ela. Esse novo livro veio em resposta aos anseios dos próprios leitores que pediram por isso e acabei repensando e escrevendo a continuação. O que para mim foi um belo desafio, pois nunca havia escrito nada em primeira pessoa. A ótica de escrita e envolvimento com os personagens é bem mais intensa. Foi uma experiência bem interessante. 

Os romances são minha paixão, mas não descarto tentar outros gêneros. 




E para saciar a curiosidade e fazer a alegria dos leitores, o que você já pode contar para nós sobre a continuação de À espera de um Adeus?



Ele já está concluído só esperando ir para o forno, rsrsr. Diferente do À espera de um Adeus, Desafiados a Amar (proposta de título) será narrado em primeira pessoa, principalmente por nossa protagonista. Mas outros personagens irão ganhar um pouco mais de voz nessa versão e acabarão dividindo um pouco o palco com o casal principal. Se você se emocionou com o primeiro livro, prepare o coração e os lenços para esse. Os desafios da família Cadore vão envolvê-los de uma forma muito intensa e inesperada. Muitas surpresas estão por vir e irão arrebatar suspiros apaixonados de todas vocês. 




Quais são os sonhos da Jorgeana?

Ter saúde para escrever por muitos e muitos anos. Não quero escrever apenas uma literatura para entretenimento. Não que isso não seja legal, mas gosto de saber que quando alguém termina um livro escrito por mim diz que aprendeu com ele. Isso é muito gratificante e motivador. Quero ser um canal de bênçãos na vida dos meus leitores. Essa é minha principal missão enquanto escritora. 



Deixe um recado para todos os fãs e leitores.

Agradeço a forma carinhosa com que nossos amados leitores estão recebendo as nossas palavras. Que essa dicotomia entre a literatura estrangeira e a nacional seja sobrepujada e o que impere seja apenas: literatura. Ela tem o poder de nos remeter a mundos distantes, imaginários ou mesmo para o quintal de nossa casa com o mesmo encantamento. É o poder das palavras. E ela mexe tanto com quem lê quanto com quem escreve. Abraços bem apertados em todos.





Ai pessoal é muita novidade para nosso coração né?

Eu estou super ansiosa com a continuação, pois o final do primeiro livro, digamos que é no mínimo, instigante rs, e agora teremos que esperar por sua continuação.

Bem espero que vocês tenham gostado de curtir mais um pouco sobre a Jo e sua obra.

Espero também que vocês tenham amado curtir essa semana juntinho com todos nós,
E infelizmente nossa semana chega quase ao fim. Daqui a pouco vocês ainda vão conferir a entrevista com a linda autora Bárbara Negrão. 

E não esqueçam de participar do sorteio, vocês tem a chance em dobro de ganhar kit's super especiais, com os dois livros + mimos, dessas super autoras.

E ai vai perder?

Beijossss


Entrevista Bárbara

Olá pessoal.

Bem foi com imensa alegria que passamos uma semana deliciosa ao lado de nossa querida Bárbara Negrão.
Descobrimos um pouco mais dela, de seu livro e podemos nos sentir ainda mais conectados ao seu mundo.

E agora para encerrar com chave de ouro, vocês vão curtir uma entrevista super bacana que ela concedeu aos blog's.

Vocês vão amar descobrir ainda um pouco mais sobre ela e sobre o misterioso Labirinto de Espelhos.

Confiram!




Fale um pouco sobre a Bárbara.



Nasci no Paraná, mas hoje moro em São Paulo capital. Sou formada em Medicina Veterinária. O que? Medicina Veterinária? Kkkk... Essa normalmente é a reação das pessoas quando eu digo minha profissão. Sim. Veterinária. Tenho duas paixões na vida. Animais e livros. E minha família. Tudo bem três. 

Escrever sempre esteve enraizado em mim. Por isso sempre nutri esse meu lado lendo muito e escrevendo pequenos contos desde criança. 

Sou uma pessoa alegre e extremamente otimista. Tento ver o lado bom de tudo. Acho que a vida deve ser vivida como se não houvesse o amanha, desde que isso não nos faça passar por cima do próximo. 


Como foi o seu primeiro contato com a literatura? Fale um pouco sobre a Bárbara leitora.

Sempre gostei de ler de tudo. Até rótulo de shampoo. Mas conforme fui crescendo fui selecionando as leituras. Rs... 

Escrevo pequenos contos desde os oito anos de idade. Pois sempre tive a imaginação muito fértil. Mas foi somente quando li o primeiro livro de Harry Potter é que pensei : “ Preciso escrever também.” Então posso dizer que foi esse bruxinho especial que me ajudou a entrar nesse mundo da literatura. 


De onde vem á inspiração para as histórias?

De todos os lugares possíveis e imaginários. Sou daquelas pessoas que esta tomando banho e pensando na vida e BAM tem uma super ideia e sai correndo molhando a casa inteira pois precisa de um pedaço de papel para anotar. Kkkkk...

Tudo o que vejo, ouço, sinto e penso anoto na hora se acho que vai servir de ideia para alguma história futura. 


Você acha que os leitores se identificam com os personagens? Tem um pouco da Bárbara em algum personagem?

Os leitores se identificam muito com a Eva. Por ela conseguir ser sensível e forte ao mesmo tempo. Ela esta crescendo e se descobrindo. E muitas pessoas se identificam com ela também por ela ser tão estabanada e sempre se meter em enrascadas. 

Outra coisa que as leitoras gostam é da amizade entre Eva e suas amigas. Muitas lembram do tempo de colégio e de faculdade. E sempre que falam comigo comentam que em quanto liam o livro lembravam de momentos de suas próprias vidas onde faziam exatamente a mesma coisa que estão lendo em algumas cenas do livro. 

A Eva tem algumas manias e tenho que confessar que algumas são minhas. Ela sempre conta de zero até dez quando esta nervosa. E eu também faço isso. Ela começa a tremer descontroladamente quando fica muito ansiosa. E eu pareço que estou tendo um ataque epilético quando fico com os nervos a flor da pele. São pequenos detalhes que eu quis colocar na personalidade dela. Mas as semelhanças param por ai. 


Como é se despedir dos personagens dos seus livros?

Despedir? Ai meu santinho? Por quê? Algum morreu? Hehehehe.... Brincadeirinha! 

Ainda não tive que me despedir de ninguém. Pois este é o primeiro livro de uma trilogia. Mas quando penso nisso já me da aquele frio na barriga. Sei que vai ser difícil, pois eu me apaixono muito por todos os personagens. Os crio com muito carinho paras que sejam únicos. E quando a hora chegar sei que vou chorar como criança. Mas um choro feliz. 


Qual a dificuldade de se publicar um livro no Brasil?

Não posso fizer que seja fácil. Mas vejo que isso esta mudando. Muitas editoras estão dando espaço para novos talentos. Assim como o selo Talentos da Literatura Brasileira da Editora Novo Século. O começo é difícil. Temos muitos gastos. São horas e horas dedicadas única e exclusivamente para divulgação de seu bebê. Como me falou um autor mais experiente certa vez : “Vida social pra que?” kkkk... 

Mas falando serio. É difícil, mas vale a pena. Meu conselho para todos os que querem ter seu livro publicado é que persistam. Uma hora acontece. 


Como você descreveria sua própria história?

É um livro apaixonante e envolvente. Com varias cenas de tirar o fôlego, nas quais você não consegue parar de ler até saber se vai ou não ficar tudo bem. É uma história que a principio pode parecer batida, mas que é completamente nova e surpreendente. Não tem como não se apaixonar. 


Como lida com as criticas?

Com o mantra “Não se pode agradar todo mundo” Repito isso para mim sempre. Pois é a mais pura verdade. 

Por sorte, até agora não tive criticas negativas a história direta do livro. Então agora que meu bebê esta fazendo 6 meses de lançamento, fico mais tranquila, pois a quantidade de criticas positivas foi tão grande, que me sinto mais preparada para receber as negativas quando e se vierem. 


Conte-nos um pouco sobre seus próximos projetos literários? Tem planos de tentar outros gêneros?

Labirinto de Espelhos é uma trilogia. Estou trabalhando no segundo no momento para que seja lançado o mais rápido possível. 


No futuro gostaria de escrever um livro carregado no humor. Adoro histórias assim. Cheias de encontros e desencontros. E como sou bem eclética nas minhas leituras acho que tentarei mais para frente algo do gênero. Mas por enquanto quero me dedicar a Labirinto de Espelhos e seus personagens.



E para saciar a curiosidade e fazer a alegria dos leitores, o que você já pode contar para nós sobre a continuação de Labirinto de espelhos? 

Posso contar que o segundo livro será ainda melhor do que o primeiro!! Com mais cenas envolventes e emocionantes! Novos personagens irão surgir dando uma completa reviravolta na história!



Quais são os sonhos da Bárbara?

Que Labirinto vire filme. Kkkk... Uma garota pode sonhar. Rs....

Meu sonho? Nossa não pensei muito sobre isso para falar a verdade. Acho que meu sonho é que meus livros sejam conhecidos pelo máximo de pessoas possíveis. E não falo na questão dinheiro (não que isso não seja importante), mas sim que eles quebrem barreiras e cheguem a lugares que eu nunca imaginaria que eles poderiam chegar, outros continentes, traduzidos para outros idiomas e etc... E se depender de mim isso vai acontecer. Pois vou batalhar muito para isso. 


Deixe um recado para todos os fãs e leitores.

Quero agradecer do fundo do coração a cada leitor que abriu as portas de sua casa e me deram à chance de entrar. A cada um que se apaixonou por essa incrível história e pelos personagens. Muito obrigada por me darem essa oportunidade. Prometo me dedicar cada vez mais para que cada livro seja melhor que o anterior. 


Obrigada de verdade. E para quem quiser entrar em contato comigo estarei sempre à disposição para conversar. 


 


E ai pessoal gostaram?

Tem como não amar?


Essa semana foi só um "tira-gosto" para vocês conhecerem a Bah e perceberem o que estão perdendo para quem ainda não conhece sua história.
É muito romance, mistério, ação e com certeza uma aventura de tirar o fôlego. 

Bem nossa semana infelizmente se encerra aqui, isso não quer dizer que não tenhamos mais novidades dessa incrível autora. Logo esperamos anunciar seu novo livro. Então fiquem ligadinhos!

E quem ainda não participou corre que dá tempo de participar dos sorteios que estão rolando, são dois e a sua chance é maior ainda.

Então corre e vem participar desse sorteio AQUI!.

Beijos!


You Might Also Like

12 leitores apaixonados❣️

  1. Adorei as perguntas foram super bem boladas, mas gostei mais das respostas da Jorgeana. Mas me identifiquei muito com a Barbara, amo animais e meu sonho era fazer medicina veterinária! ahhaha
    Muito bom!

    http://geekcorderosa.blogspot.com.br/2015/03/projeto-7-on-7-itens-favoritos.html

    ResponderExcluir
  2. Olá, Michelle!
    Bem interessante esta semana de divulgação!
    Assim, ficamos conhecendo tanto das autoras, quanto das suas obras.
    Tenho lido ótimos comentários sobre o livro da Bárbara, Labirinto de Espelhos. E À Espera de um Adeus, também parece ser ótimo. Preciso conferir!

    Beijos!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?
    Eu já tinha visto a capa do livro da Jorgeana em algum lugar rsrs, mas na época não sabia que era dela, agora com certeza vou ficar ligada quando ver ele por ai em alguma promoção. Eu já li o livro da Barbara e ele é fantastico, e estou doida pela continuação rsrs


    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Considero muito importante este contato das escritoras com os leitores, inclusive saber o inicio de cada um (a) sempre me deixa assim com aquele sentimento "Será que um dia eu chego la?" rsrsrs parabéns pelo post amei tudo ...bjss
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ola Michelle! Que fofas as autoras ainda não conhecia nenhuma das duas mas simpatizei com ambas, e que nome e esse da Jorgeana será que o pai era Jorge e a mãe Ana?espero poder conferir suas obras.

    BEIJOSSsss...

    sonhos de leitor

    ResponderExcluir
  6. Oi flor!
    Ai adoro ler entrevistas :D
    Muito bacana as respostas das autoras, não conhecia nenhuma delas mas foi super proveitoso essa interação.

    Adorei!
    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir
  7. Oi Michelle que lindas essas autoras.... não conhecia nenhuma delas nem suas obras mas adorei o fato da disponibilidade e o carinho em responder.
    Parabens pela entrevista viu?

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bom?
    A Bárbara é uma querida e Labirinto de Espelhos é um ótimo livro. Mal posso esperar para ler a continuação. Eu não sabia que ela era veterinária e acho engraçado porque é uma profissão que foge a regra dos autores. Desejo muito sucesso para as duas autoras.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá! Gostei das entrevistas, não conhecia as autoras nem seus trabalhos. Gostei do que a Jorgeana falou sobre como é complicado publicar livros no Brasil, realmente é desafiador, mas espero que isso mude. Sou tipo a Barbara, amo animais e livros, só não sou veterinário rsrs...Muito boa sorte e sucesso pras autoras. Abraços!

    http://momentoliterario1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelas entrevistas, gostei bastante das perguntas, elas ajudaram bastante a conhecer as autoras
    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mi!
    Soube do livro À Espera de um Adeus aqui, no seu blog, e me interessei bastante em lê-lo. Por isso, saber um pouco mais sobre a autora me deixou animada. Eu me identifiquei muito com ela. Sou, também, muito observadora em relação às pessoas e, embora seja comunicativa e não tenha dificuldade em me expressar, me considero introvertida.
    Sobre a autora de Labirinto de Espelhos... Achei-a tão divertida! Haha. Sinto-me com sorte por já ter o livro dela em mãos. Espero lê-lo em breve.

    Beijos, flor!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Mih!

    As entrevistas ficaram lindas né?! Essa foi uma semana muito especial poder conhecer melhor essas duas autoras foi muito prazeroso!
    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias