No Meu Mundo...

07:00


Boa leitura!

CAPÍTULO 28

O delegado parecia muito mais irritado agora do que estivera na ocasião anterior. Deixara-os esperando por mais de uma hora em uma sala úmida, sentados em banquetas duras de madeira, enquanto tentava entrar em contato com o padre Miguel e o seu ajudante na casa paroquial da igreja matriz. Repetira a ligação diversas vezes, até que, finalmente alguém atendeu.
— Olá, aqui quem fala é o delegado Marcelo Rocha, da Delegacia Regional Criminal. Preciso falar com o padre Miguel. Com urgência! — dizia ele impaciente.
— Infelizmente o padre não pode atendê-lo agora, delegado. — A voz do outro lado da linha era de Carlo. Parecia calmo e voltara a transmitir aquela conhecida sensação de paz que vinha sempre com suas palavras. — Ele está em repouso. Sentiu-se mal depois da invasão de hoje à tarde e ainda se sente muito indisposto. Eu mesmo acabo de deixá-lo a dormir em seu quarto. Mas terei prazer em ajudá-lo pessoalmente, se necessário, delegado.
— Sim, vamos precisar da sua ajuda, rapaz. A senhorita Salles e o seu amigo aqui resolveram registrar uma queixa contra vocês dois. O padre Miguel também precisará prestar seu depoimento, contar a sua versão da história, você me entendeu?
— Mas como já lhe disse, o padre está com sua saúde debilitada momentaneamente. O senhor não vai abusar assim contra a saúde de um homem com a idade do padre Miguel, não é mesmo? Tenho certeza de que amanhã na primeira hora ele terá grande satisfação em ir até a sua delegacia e contará tudo o que o senhor precisar saber.
— Está bem. Mas minha vontade é de mandar uma viatura buscá-los agora mesmo. Vou respeitar seus argumentos em nome da saúde do padre. Estou esperando-os amanhã bem cedo, ou terei que tomar atitudes drásticas!
— Muito obrigado, delegado! E que Deus o acompanhe! — despediu-se Carlo, sorrindo baixinho.
— Amém — resmungou o delegado do outro lado da cidade.
Agora não podia fazer mais nada por Jéssica e Ricardo. Teriam que passar a noite na delegacia, até que o caso ficasse esclarecido.  Era visível que os dois não tinham assaltado a casa paroquial. A menos que fossem ladrões de bíblias e batinas. Mesmo assim, o delegado ponderou que os dois poderiam mesmo estar sofrendo uma perseguição, talvez vinda dos inimigos de Victor. A mulher lhe contara que seu apartamento fora invadido mais de uma vez, e que seu professor e ex-chefe tentara raptá-la. Não poderia simplesmente mandá-la de volta para casa sem saber se os riscos eram reais ou uma mera invenção de uma cabecinha problemática.

Raquel Pagno
 www.raquelpagno.com



You Might Also Like

10 leitores apaixonados❣️

  1. Oi, mais uma vez ainda não pude ler esse capítulo porque ainda estou nos anteriores, mas estou ansiosa para poder estar acompanhando no ritmo certo e já posso dizer que estou amando <3 Parabéns.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Raquel!
    Hoje o trecho foi curtinho, ainda assim, aumentou minha curiosidade: será que os irmãos vão ser inocentados?
    Aguardo o próximo capítulo.
    Bom final de semana!
    “O segredo da felicidade é encontrar a nossa alegria na alegria dos outros.” (Alexandre Herculano).
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Nunca havia acompanhado a leitura, fiquei viajando :(
    Mas, o pouco que li, gostei, apesar de não entender muita coisa
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?
    Eu acompanhei bem pouco da leitura então estou meio perdida rsrs, mas vou começar a ler do inicio e me situar melhor.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá Mila estou na mesma situação de algumas , como foi a primeira vez nesta história fiquei meio voando, oque li gostei e quero te parabenizar pelo post ..espero que a autora consiga dar um belo encaminhamento e fechamento nesta história .. bjsss
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi raquel, tudo bem?
    Não acredito!!!!! Eu li um capítulo em que a polícia estava chegando. Agora me deparo com essa ena??? Eles não prenderam o padre??? E ainda por cima estão cogitando a ideia de que ela não falou a verdade?? Af!!!!!! kkkkkkkkk
    Aguardo as cenas do próximo capítulo!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Raquel menina do céu já está no capitulo 28 - Já já termina e estou no meio do caminho. Socorro. Vou correr para ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. Sempre que leio um capítulo dessa história, embora um pouco perdida, me sinto perdendo tempo por não lê-la inteira! Eu adoraria entrar de cabeça nessa investigação cheia de mistérios e segredos. Olha, pode ser que não tenham assaltado a paróquia, mas já vi situações que – infelizmente – eram verdadeiras. Roubar um padre e uma comunidade é baixo, mas há bandidos que não têm consciência suficiente para negar isso. :/
    Fiquei curiosa sobre o que acontecerá com Jéssica e Ricardo.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Mais um belo texto seu Raquel.
    Uma pena eu não estar acompanhando desde o começo, pois você escreve bem e a história parece ser interessante.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Raquel!
    Só tenho que te parabenizar por está escrevendo uma história tão boa.
    A cada capítulo você vai evoluindo e nos prendendo aos personagens.
    Parabéns!
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias