Resenha # Uma Canção Para a Libélula - Parte I

13:47

Uma Canção para a Libélula - Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro. Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. De Londres a São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não havendo sequer esperanças.

Autora: Juliana Daglio  //  Páginas: 238  //  Editora: Deuses  //  Classificação: Excelente  //  Onde Comprar:  Editora Deuses








Logo no inicio, vemos a história de uma menina que fez e cantou uma canção para uma libélula que viu no lago e acabou sendo abençoada por ela, mudando assim sua vida radicalmente.


"Não importava que ninguém tivesse acordado com o barulho, pois a canção estava pronta e a mesma se sentia melhor, mais completa"


Após alguns anos, vemos Vanessa, a menina que fez a canção, em seu primeiro recital como pianista, ela estava em turnê e quando ia para o piano se sentia mais leve, sem seus constantes pensamentos que a deixavam pior.

Vanessa apesar de ser uma excelente pianista, não tinha muitos amigos e preferia ficar com as partituras, livros e fugir da sua vida social, mas sua profissão exigia que ela tivesse o mínimo de participação social.

Ela morava em Londres, junto com seus tios e prima e namorava Jude, um excelente rapaz, mas ela não sentia paixão por ele e tinha remorso por não poder correspondê-lo, mas isso tudo estava ligado ao seu misterioso passado no Brasil.

Quando ela pensava que continuaria em Londres, seu pai que está doente, liga pedindo que ela volte e seus maiores medos voltam, mas seu pai lhe garante que ela não passaria por tudo novamente, mas sua tia se revolta, pois sabe como sua cunhada Valéria é ( ela era modelo e culpa sua filha por ter perdido sua carreira quando engravidou ), pois ela não mudou nada no decorrer dos anos e com certeza fará sua sobrinha sofrer novamente.


"- Eu jamais permitirei que você passe um tempo com aquela miserável! Valéria jamais dormirá sobre o mesmo teto que você sem que eu esteja lá para lhe proteger."



Finalmente chega o dia de Vanessa viajar e graças a sua prima Becca, ela terá a companhia de Vitor que estudou com ela quando criança, mas para sua surpresa, ela o reencontra antes do vôo e fica feliz ao lembrar dele.


Para a sorte dela, Vitor estava com ela no vôo, pois mais uma vez ela teve um dos seus terríveis sonhos que sempre a atormentaram. Quando chega em casa, além de ter a felicidade de estar com seu irmão, sua cunhada e seu pai, ela tem o tão temido reencontro com a nojenta de sua mãe Valéria, que de alguma forma a destruiu e para piorar ainda mais a situação ela lembra de algo que tinha bloqueado e após essa lembrança tudo foi voltando com força total.


Vanessa não estava mais aguentando aquela situação, até que ela resolve sair com Vitor, poie estava precisando daquele momento, mas algo acontece que a deixa ainda pior, fazendo-a perder o gosto pela vida e não ver mais graça em nada, mas seu amigo queria ajudá-la como fosse possível.


"E eu não queria mais sair ali do quarto, não queria mais comer, nem caminhar. Ainda fazia algum esforço para almoçar e jantar com seu pai, mas qualquer movimento era muito cansativo e demandava mais força do que podia acumular deitada o dia todo."


O que ela não imaginava era o rumo que sua vida iria tomar, por causa dessa depressão que estava sofrendo.





Após ler a sinopse do livro e algumas resenhas, resolvi solicitar a parceria com a autora e seu livro foi uma grata surpresa.

O enredo é bem forte, com uma temática que deveria ser mais divulgada e discutida, pois a depressão se não for bem cuidada, pode levar a morte de uma pessoa, pois a mesma não vê graça em mais nada e quem está ao lado por muitas vezes nem repara que a pessoa está com esse problema, além de falar sobre isso a autora trás também a relação familiar, que foi bem explorada.

Os personagens tem características bem marcantes, mas na minha opinião, os que chamaram mais atenção foram: Vanessa e a vaca da Valéria, o mulherzinha insuportável.

A narrativa da autora é bem rica e fluída, tanto que em poucas horas eu li o livro.

Não encontrei nenhum erro de revisão, mas não posso falar muito sobre a diagramação, pois li ele em e-book.

Leitura mais que recomendada.







You Might Also Like

8 leitores apaixonados❣️

  1. Mii!
    Sua linda!
    Amei a resenha e fico feliz que tenha encontrado nele uma boa leitura. Missão cumprida na primeira parte :D

    Logo vem a segunda :D
    Beijos no coração!!

    ResponderExcluir
  2. Mi!
    Tão bom poder ver uma autora nacional com livro tão bem escrito e que ainda traz um tema que realmente deveria ser mais abordado que é a depressão.
    E sempre que vejo um artista, seja em que área for que ele atue, fico me perguntando como pode ter depressão? Afinal lida com criação e arte e isso por si só já é um estímulo grande para se ter um objetivo.
    Tudo bem que aqui a protagonista tem de lidar com uma mãe 'vaca', mas ainda assim, me intrigou o por que da depressão.
    Gostaria de ler.
    Bom final de semana!
    “O segredo da felicidade é encontrar a nossa alegria na alegria dos outros.” (Alexandre Herculano).
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, já conhecia o livro e é a minha leitura atual e preciso concordar com tudo que colocou aqui, também acho que a depressão deveria ser um tema mais divulgado pois assim como outras doenças é extremamente perigosa para quem sofre, quero muito terminar a leitura e estou gostando dos personagens e da escrita, perfeita e cativante é o que define ela para mim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?
    Eu sempre estou vendo os blogueiros falarem super bem do livro da Ju, e fiquei muito interessada pela premissa, e adorei essa capa! com certeza o livro está na minha lista de desejados.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adorei a resenha! E essa capa é irresistível ♥
    Mas a história não me cativou :/
    Embora, seja um livro que está sendo muito bem falado não me deixou interessada!

    Beeeeeeeeijos!
    http://cupcakedeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Vi esse livro em alguns blogs. Acho a premissa interessante e a capa linda!
    Tenho muita vontade de ler e conhecer a história de Vanessa, e ver como foi a abordagem do tema depressão, que é um tanto quanto delicado.
    Fico contente que a leitura tenha lhe agradado!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    Aah, esse livro ♥ Não foi apenas um dos melhores que eu li esse ano, mas um dos melhores que já li na vida! Os personagens são marcantes mesmo, e as experiências deles mais ainda, estou mega doida para ler a segunda parte, e espero que não aconteça o que eu acho que vai acontecer *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Mi, não conhecia o livro. Gostei da sua resenha, me deixou bem curiosa a respeito do lance da depressão, que é sim algo bem sério.
    Ótima resenha amiga.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias