Mês Especial Romance de Época # Jane Austen

07:46




Nasceu dia 16 de dezembro de 1775, em Hampshire, na Inglaterra. Filha do reverendo George Austen e de Cassandra Austen foi a segunda mulher dentre sete irmãos. A família de Jane era pertencente à nobreza agrária, e o ambiente em qual vivia e as situações serviram de contexto para suas obras. Em 1783 foi enviada junto de sua irmã Cassandra – sua melhor amiga – para a casa da Sra Cawley para receber a educação sob sua tutela. Mas entre 1785 e 1786 ambas foram alunas de um internato.

O contato de Jane com os livros vem do acesso à ampla biblioteca da família, e segundo ela em suas cartas todos de sua família eram “ávidos leitores de romances, e não se envergonhavam disso".

Jane Austen é uma das escritoras inglesas mais famosas. Autora de romances como Orgulho e preconceito, Razão e sensibilidade, Emma, Persuasão, Mansfield Park e A abadia de Northanger. Seus romances contêm uma mensagem instrutiva, assinalam o bom comportamento e mostram uma espécie de experiência fictícia, mas sempre mantendo os princípios clássicos de verossimilhança, isto é, estão de acordo com a realidade e oferecem uma história onde os elementos que a constituem se prestam à veracidade dos fatos narrados. Austen se sentia bem com sua família e não desejava casar; tanto que em suas obras são ressaltados o amor fraternal e a amizade. Sua condição de solteira lhe valeu para observar e descrever os males do amor sob uma perspectiva alheia a sua situação.

Austen só foi considerada uma grande romancista no inicio do século XIX, e apesar de suas obras aparecerem sob pseudônimo, recebeu numerosas críticas e ficou amplamente conhecida.

Morreu em 18 de julho de 1817, com 41 anos. Na época não se sabia a causa de sua morte; hoje considera-se que foi vítima do mal de Addison. Deixou inacabado o romance Sanditon.



Conhecendo as Obras de Jane Austen



Orgulho e Preconceito 
* Algumas edições



Orgulho e Preconceito pode ser considerado como especial porque transcende o preconceito causado pelas falsas primeiras impressões e adentra no psicológico, mostrando como o auto-conhecimento pode interferir nos julgamentos errôneos feitos a outras pessoas. A autora revela certas posturas de seus personagens em situações cotidianas que, muitas vezes, causam momentos cômicos aos leitores, dando um caráter mais leve e satírico ao livro. As emoções e sentimentos devem ser decifrados por quem decidir mergulhar na obra de Jane Austen, visto que se apresentam encobertos nas entrelinhas do texto. A escritora inglesa apresenta seu poder de expressar a discriminação de maneira sutil e perspicaz em ORGULHO E PRECONCEITO; capaz de transmitir mensagens complexas valendo-se de seu estilo a um tempo simples e espirituoso.

Razão e Sensibilidade
* Algumas edições



Em "Razão e Sensibilidade", a história se estrutura em torno das irmãs Dashwood, Elinor e Marianne, que na Inglaterra dos últimos anos do século XVIII, ficam desamparadas com a morte do pai, cujas propriedades são deixadas como herança para um filho do primeiro casamento, obedecendo-se às leis inglesas. Bonitas, inteligentes e sensíveis, as irmãs Elinor e Marianne, sua mãe e sua irmã menor, Margareth, mudam-se para um chalé oferecido por um parente distante. Sem dotes a serem oferecidos para seus casamentos, Elinor, o arquétipo austeano da razão, e Marianne, o da sensibilidade, têm poucas oportunidades de conseguir um bom casamento, mas a grandeza de seus sentimentos - a sinceridade e a fidelidade do coração de ambas - se revela importante contra a hipocrisia de uma sociedade preocupada apenas com as aparências e os bens materiais.

Emma
* Algumas edições


A protagonista da história é a primeira heroina criada por Jane Austen sem problemas financeiros, sendo que a mesma declara que isto é uma das razões de ela não estar preocupada em se casar.

Emma Woodhouse é uma mulher linda, intelectual e de espírito elevado, com quase 21 anos. Sua mãe faleceu quando ela ainda era muito jovem e ela assumiu o papel da administradora da casa desde então, já que sua irmã mais velha se casou. De certa forma, ela é muito madura para a sua idade, apesar de cometer sérios erros. Mesmo jurando que nunca se casaria, encontra diversão em arrumar casamentos para os outros. Aparentemente incapaz de se apaixonar, é através do ciúme que ela descobre seu amor pelo Sr. Knightley.

Em contraste às demais heroínas do universo austeano, Emma parece estar imune à sexualidade e à atração romântica. Diferentemente de Marianne Dashwood, que é atraída pelo homem errado antes de ela encontrar o certo, Emma não demonstra nenhum interesse romântico pelos homens que ela vem a conhecer. Ela se surpreende quando Mr. Elton se declara a ela, de certa maneira nos mesmos moldes de Elizabeth Bennet, ao reagir à declaração de Mr Darcy. Notavelmente, Emma não consegue entender a afeição existente entre Harriet Smith e Robert Martin; e é somente após Harriet lhe revelar o seu interesse por Mr. Knightley que Emma se descobre ciente de seus próprios sentimentos.

 Persuasão
* Algumas edições













O enredo deste empolgante livro gira em torno dos amores de Anne Elliot que se apaixonara pelo pobre, mas ambicioso jovem oficial da marinha, capitão Frederick Wentworth. A família de Anne não concorda com essa relação e a convence romper seu relacionamento amoroso. Anos após Anne reencontra Frederick, agora cortejando sua amiga e vizinha, Louisa Musgrove. "Persuasão" é amplamente apreciado como uma simpática história de amor, de trama simples e bem elaborada, e exemplifica o estilo de narrativa irônica de Jane Austen, sendo original por diversos motivos, entre eles, pelo fato de ser uma das poucas histórias da escritora que não apresenta a heroína em plena juventude. O romance também é um apanágio ao homem de iniciativa, através do personagem do capitão Frederick Wentworth que parte de uma origem humilde e que alcança influência e status pela força de seus méritos e não através de herança.


 Mansfield Park
* Algumas edições


Aos 12 anos de idade a jovem Fanny passa a morar de favor em Mansfield Park, a casa do esposo de sua tia, Sir Thomas Bertram. Inteligente e estudiosa, ela logo se torna amiga de seu primo Edmund, o filho mais novo de seus tios, apesar de ser sempre destratada por seu tio e pelas suas primas fúteis. Com o passar do tempo Fanny se torna uma bela mulher, que acaba chamando a atenção de Henry Crawford, jovem que se tornou recentemente seu vizinho juntamente com sua irmã, Mary. Notando o interesse de Henry por Fanny, os tios dela logo promovem um encontro entre os dois para logo depois se sentirem revoltados com o desprezo que a jovem demonstra pelo seu novo vizinho.

 A abadia de Northanger
* Algumas edições


A ABADIA DE NORTHANGER acompanha a trajetória de Catherine Morland, sua família e amigos, quando de sua visita ao balneário de Bath, na Inglaterra, local sempre frequentado por Austen e sua própria família. Em sua estadia, Catherine passa seus dias visitando seus mais novos amigos e frequentando bailes na cidade e acaba por se envolver com dois jovens da cidade, John Thorpe e Henry Tillney que a envolve com seu conhecimento de literatura e história. O pai de Henry, general Tillney, a convida para visitar uma de suas propriedades, a Abadia de Northanger. Catherine que na história está lendo o romance gótico, “Os Mistérios de Udolpho”, de Ann Radcliffe, fica fascinada com a perspectiva de ingressar em um ambiente antigo, fantástico e sombrio. A Abadia de Northanger representa toda a capacidade de Jane Austen em se fazer a crítica social de seu tempo, bem como a de realizar a análise moral de seus personagens. Com o seu costumeiro e agradável senso de humor, a autora critica os romances góticos e seus excessos que tangenciam o ridículo, e introduz sua história em um cenário cotidiano e plausível.


You Might Also Like

15 leitores apaixonados❣️

  1. Michelle, amo Jane Austen apesar de ter lido apenas Orgulho e Preconceito e tentei ler Razão e Sensibilidade, mas nã consegui.
    Espero ler todos os livros dela um dia.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  2. infelizmente só li até agora orgulho e preconceito. mas tenho razão aqui [a ultima edição da imagem] e pretendo ler tão logo possa...
    acho a escrita dela admirável... uma pena ter morrido tão brevemente... =T

    ResponderExcluir
  3. Oiee
    Poxa acredita que nunca li nada dela? e acabei de descobri que Orgulho e Preconceito é da Jane, nunca li o livro mas morro de vontade, quanto aos outros que você citou eu não conhecia nenhum, mas fiquei super interessada.

    http://www.vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Michelle!
    Nunca li nada de Jane Austen, mas pretendo mudar isso esse ano, pois coloquei na minha meta ler pelo menos um livro dela.
    Gostei bastante do post e poder conhecer mais sobre essa clássica autora.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  5. Michelle, de Jane eu apenas li Orgulho em Preconceito.
    Apesar de romances de época não serem a minha praia, gostei bastante da escrita da autora, e da forma como suas personagens são mais bem trabalhadas do que na maioria dos romances por aí. Depois de seu post acho que vou fuçar por aí para ler Emma, gostei bastante da premissa. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Sou super fã da Jane, vi essa mesma postagem em outros blogs, fica difícil não repeti o comentário... achei a ideia de vocês fabulosa, principalmente começando com um nome de peso como a Jane Diva

    ResponderExcluir
  7. Jane Austen = ♥
    Os livros dela são tão adorados porque, além de contarem histórias lindas, fazem uma crítica social poderosa. Jane era incrível. Seus escritos são atemporais.

    Beijo!

    http://miasodre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Estou com dois livro da Jane Austen, mas infelizmente ainda não li nenhum deles, apenas folhei as páginas iniciais de Orgulho e Preconceito. Espero gostar de suas obras tão quanto seu fãs.

    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Da Jane Austen eu só li o Lady Susan e gostei muito. Senti falta de ver ele nesse post..
    PRECISO ler Orgulho e Preconceito, mas nunca compro, e quero uma edição legal.
    O post ficou muito bom! Estava mesmo querendo saber mais sobre a autora.
    Beijos
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Sempre admirei a Jane, mas ainda não consegui terminar de ler uma obra dela. Adorei conhecer mais sobre a vida dela e que pena que morreu tão nova, só com 41 anos T_T
    Um dia, quero ler alguns livros dela por inteiro e parabéns pelo post!
    Beijos!

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  11. Olá Michelle, eu ainda não li nada da autora, mas a minha próxima leitura é Orgulho e Preconceito e pelo tanto que falam bem de sua forma de escrever espero gostar bastante da leitura *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu nunca li nenhum livro da Jane, acredita?! Mas sou apaixonada por romances de época e preciso ler os livros dela para onteeeem!
    Só vi o filme "Orgulho e preconceito", que é ótimo, por sinal.
    Espero ler as obras de Jane em breve.
    Ótimo post, muito informativo!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Eu sou uma apaixonada incontrolável por Jane Austen. Meu livro favorito dela é Persuasão, amo o enredo dessa história e acho que foi uma das melhores adaptações até hoje. Minha paixão pela autora é tanta que ela foi tema da minha monografia na faculdade.

    laoliphant.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oii Mi!

    Não conhecia a autora, mas adorei o texto!
    Ainda não li nenhum de seus livros, mas pretendo ler em breve :)

    Beijos, Amanda ^^
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  15. Oii, tudo bem?
    Já vi sobre esse projeto em outro blog e achei bem interessante. Nunca li nada da Jane, mas tenho muita vontade pois vejo ótimos comentários sobre as obras dela.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias