Resenha # Ovelha - Memórias De Um Pastor Gay

08:29

Este livro, estreia impressionante de um jovem e talentoso escritor, é o relato pecaminoso de um decadente. A história de um homem religioso e carismático, temente a Deus, mas amante insaciável de sua própria carne exótica, a carne de outros homens.Um pastor gay, casado com uma ex-prostituta, filho de uma fanática religiosa. Neurótico e depravado. E agora condenado.Internado no hospital, debilitado e com um segredo de uma tonelada nas costas, este personagem atormentado decide libertar-se de seus demônios e relatar seu drama.Num relato cru e sem censura, ele literalmente vomita seus trinta anos de calvário e charlatanice na cara da congregação (e de qualquer um que se interesse por um bom inferno). Sexo, paranoia, corrupção e destruição são os ingredientes tóxicos dessa obra provocante, polêmica e inovadora.




Autor: Gustavo Magnani
Páginas: 227
Editora: Geração Editorial
Onde Comprar: Amazon  //  Livraria Cultura  //   Casas Bahia
Classificação: 





O livro começou de uma forma bem impactante, com o começo de um relato de um homem, nascido e criado dentro da igreja evangélica, mas que nasceu gay e vivia escondendo sua opção sexual, por causa dos ensinamentos que teve e principalmente por causa de sua mãe.


"Sim, gosto de pau, de pelo, de suor, de porra. Nasci veado e morri veado. Não, não estou morto. Xô Brás Cubas. O coração ainda bate, mas me sinto como se tivesse enterrado. Nasci enterrado. Nasci evangélico, Não nasci pastor, mas estava escrito, segundo o bondoso destino de Deus."
Página 15




Ele sempre ouviu por toda sua vida que ser gay não era de Deus, culpa de sua mãe carola e preconceituosa, mas mesmo assim ele não deixou de nutrir seu desejo por homens e todo o prazer que poderia ter com eles, sua mãe via o comportamento dele e sempre orava e falava que preferia um filho morto, do que um filho gay, assim ele foi se fechando mais ainda, vivendo sua sexualidade em segredo, até que anos depois ele se tornou pastor e em pouco tempo se casou, pois a igreja não permitia um pastor solteiro e junto dela teve dois filhos.


Mesmo tent a ando viver sua vida conforme as leis de Deus, apareceu Davi em sua vida, que acaba lhe despertando a sua necessidade mais primitiva. Ele viveu sua opção sexual com Davi durante anos, até que recebe um veredito que não esperava, estava condenado.

Com essa sua condenação, ele acabou fazendo uma retrospectiva da sua vida e decidiu que acima de tudo,contaria para sua mãe sua opção sexual, o que escondeu dela por anos.








Quando vi sobre o lançamento desse livro e sua frase de efeito, fiquei super curiosa com a história, tanto que assim que pude, solicitei para a editora.


O enredo é bem polêmico, pois um home criado dentro de uma igreja evangélica, que sempre viu o homossexualismo como pecado, viveu sua vida todo atormentado por causa de sua opção e para piorar ainda vira pastor, para agradar sua mãe.

Os personagens são bem marcantes, a personagem que mais chamou minha atenção foi a mãe dele, aquele tipo de crente bitolado, que só vive para a igreja e acho que ela é a grande culpada pela vida que o filho teve.

A capa do livro é bem chamativa, a diagramação está um luxo e o que dá um toque especial são as divisões em quatro partes do livro serem em folhas pretas, um charme a mais.

A narrativa do livro é bem forte e impactante.

Infelizmente encontrei alguns erros de revisão.

Sem sombra de dúvidas o livro mais polêmico que li esse ano e super resomendo.



You Might Also Like

15 leitores apaixonados❣️

  1. Nossa Mila que livro forte... Sou evangélica e infelizmente está é uma realidade existente... Parabéns pela leitura e pela resenha direta e muito bem narrada.

    ResponderExcluir
  2. Ola Mila,
    Parabéns pela resenha, direta e fantástica! Acabei de passar por uma leitura dessa, depois de ouvir muito burburinho fui atras do livro do Padre!!! Já consigo imaginar o contexto desse e se tiver a oportunidade com certeza colocarei na lista!!! O livro parece muito bom, só fiquei na dúvida se a hitoria são fatos reais.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  3. Olá Mila, você só reforçou meu desejo de ler esse livro. Amei a resenha, ficou excelente. Já está na minha lista, ler esse livro. Grande beijo :*

    http://jardimdoslivrosdahelo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa, senti o tamanho do impacto só pelo quote que você selecionou.
    Não conhecia o livro, mas não sei se me interessaria em ler, apesar de que amo livros polêmicos.
    Gostei da dica
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  5. Oi Milla,
    Esse livro realmente e impactante e forte. Parabéns pela resenha, parece que soube passar exatamente o que a obra propõe.
    Beijos,
    www.isaaczedecc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Livro bem polêmico mesmo! Com certeza a história é impactante, até para quem não participa da igreja evangélica. Por enquanto eu não leria, mas quem sabe mais para frente... A diagramação está caprichada!
    Beijos
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Milla,
    Mesmo lendo sua resenha duas vezes eu fiquei meio com pé atras, não me importo de ler livros com personagens gays mas este me deixou com a impressão de passar uma ideia errada e até negativa dos evangélicos, posso até estar errada. Não gosto de livros com uma linguagem forte como o quote que você postou, se a maior parte do livro seguir assim não irei ler.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  8. Não é o tipo de livro q gosto de ler =/
    Mas entendo que seja um retrato das pessoas que precisam "se esconder" da sociedade.
    Bjs,

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Nossa já lendo o título vc já vê que é um livro polêmico, agora vendo esse quote da página 15 fiquei de boca aberta.
    Gosto de livros assim polêmicos. Pena que tem alguns errinhos de revisão mas com certeza não irou minha vontade de ler
    ótima reseha

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi oi!
    O livro parece ser realmente bem polêmico, e eu já quero ler.
    Gosto muito de livros que abordam a sexualidade e esse a aborda de uma forma bem diferente e que eu quero saber se foi bem feita.
    Espero ler em breve e gostar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, flor, quero ler esse livro não por ser polêmico, mas por focar no relacionamento mãe-filho. Essa característica muito me atraiu. Lembrou-me um pouco de Bates Motel, um seriado que se propõe a trazer a infância do Bates, personagem de Psicose. Tenho certeza de que, pela sua opinião, posso esperar uma leitura que vale meu tempo.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olha eu gostei bastante da sua resenha, mas não é um livro que eu pegaria para ler, tanto que uma das minhas colaboradoras que leu.
    Ela até que gostou, mas eu sinceramente não o compraria. Acho ele meio pesado pra mim no momento.
    Mas eu achei que você abordou o assunto muito bem e tenho que te dar os parabéns, porque eu não sei como eu resenharia esse livro sinceramente.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/resenha-ovelha.html

    ResponderExcluir
  13. Confesso que o título do livro me chamou a atenção e fiquei curiosa. Gostei muito da sua resenha.

    Beijo
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá Milla,
    Acredito que seja a primeira resenha que leio sobre esse livro e gostei muito do que disse e da sua sinceridade. É de fato um livro muito pesado e polêmico, não gosto muito desse tipo de leitura, por isso vou deixar a sua dica passar.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  15. Olá! Tenho muita curiosidade de ler esse livro, parece ser ótimo e quebrar muitos paradigmas. Acho que é uma excelente leitura para abrir a mente de algumas pessoas mais atrasadas e diminuir preconceitos... O autor é muito corajoso e me surpreendi ao saber que ele tem apenas 20 anos haha Pretendo dar uma chance. Beijos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias