Resenha # Fragmentados

12:35

Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .

Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.

O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.





Autor: Neal Shusterman 
Páginas: 368
Editora: Novo Conceito 
Onde Comprar: Casas Bahia  //   FNAC  //  Amazon
Classificação: 



Preciso dizer logo que esse livro é bom: com ressalvas!

Para quem estiver com sede e expectativas altas por causa do vídeo da Novo Conceito, pode aquietar-se um pouco antes de começar a leitura, pois diferente da impressão que eu tive com o trailer, achando que seria um thriller terror/suspense psicológico, errei bonito na intuição.

Soube de cara por uma amiga que o livro não seguia essa linha e talvez tenha sido esse aviso a chave decisiva para eu ter gostado tanto do livro durante a leitura.

O livro não trata da fragmentação em si, mas sim dos fragmentários: aqueles jovens que estão destinados a serem fragmentados. O livro conta a história de três jovens que fogem desse destino assim que soube: são eles o Connor, a Risa e o Lev.

No livro, você acompanha pelo ponto de vista desses três principais, o que é um ponto positivo do livro, afinal, o livro é narrado pelos personagens, com pensamentos, impressões e cada um deles vão se complementando. No decorrer da narrativa, entra mais personagens (já que esses três protagonistas entram em contato com outras pessoas durante o caminho de fuga). Mas o objetivo de toda essa aventura e fuga é uma só: sobreviver.

A história principal do livro segue linear, mas é fragmentada entre cada personagem e conhecemos um por um, seus medos e anseios, seus desejos e suas opiniões, o que faz com que aproximamos deles.

Explicando rapidamente esse negocio da fragmentação: tudo começou com uma guerra. Após  o termino da mesma, ambos os lados chegaram num acordo e criaram a Lei da Vida: onde todos tem direito a vida, o aborto é ilegal. As crianças podem viver até os 13 anos com sua vida protegida por lei, porém ao completar 13 e desse período até a maior idade, se seus pais ou responsáveis legais optarem, podem encaminhar o individuo para a fragmentação. A fragmentação não fere a lei da vida, pois a mesma mantém a pessoa fragmentada viva, só que em partes.

Vale frisar o modo que o autor trabalhou alguns conceitos como alma, consciência e até o ser humano em si. Mostra o quanto podemos ser mesquinhos e egoístas e mesmo na fachada religiosa, podemos apenas enxergar aquilo que é bom para mim, e esquecer o próximo. O livro levanta muitas reflexões ao longo da leitura e faz o leitor analisar sua própria atualidade e imaginar se talvez a humanidade não poderia está caminhando para um futuro onde a fragmentação possa ser real de alguma maneira.

Apesar de tudo isso, quando o livro vai chegando perto de seu  desfecho, deixa de preencher várias lacunas. Quando o objetivo central do livro parece ser acompanhar os protagonistas e saber se os mesmos sobreviverão esses tempos e fugirão da fragmentação, no final o livro não nos mostra de fato e deixa muita coisa em aberto. O que aconteceria com Lev, a importância do Cy-fy na sociedade, Connor e Risa e o resto do pessoal do cemitério. Desconfio que tais lacunas foram feitas para dá uma abertura a uma possível continuação, porém, se um dia isso vim a ser realmente uma série, infelizmente não há muito a se trabalhar para outro livro desse naipe. É o típico livro que não funcionaria em ser saga, mas sim apenas um único livro.


Me Siga também nas Redes Sociais: 

You Might Also Like

10 leitores apaixonados❣️

  1. Miaka lindona confesso que estou esperando a continuação sair para decidir se leio ou não, a ideia do autor foi genial e bem polêmica mesmo para uma distopia . Li elogios ao livro, o que me deixou curiosa, mesmo assim vou aguardar o próximo livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  2. OI Miaka
    Quero muito ler este livro de tantos elogios que ele recebe.
    Vale pela trama e todas essas reflexões que vocês dizem ser levantadas. Que bom que gostou.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Miaka

    Gostei muito da sua resenha e ela só aumentou minha vontade de conhecer esse livro, por que eu já tinha lido uma resenha desse dele. Preciso comprar esse livro logo.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Poxa, é uma pena que o livro tenha te decepcionado. Ainda não o li, mas confesso que minhas expectativas estão altíssimas, principalmente por causa do vídeo que a NC liberou *-* Mas estou curiosa para ver como é a história, a escrita do autor e o final.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Achei a história interessante, às vzs as lacunas são propositais, tvz temos q interpretar as intenções do autor. acho q leria...

    dicassliterarias.blogspot.com.br - Coluna Idalan

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Confesso que pensei que era um thriller e que estava com vontade de lê-lo, mas ao ler sua resenha e descobrir que além de não ser o que "me vendeu" com a imagem que passaram e que o livro parece ser único e ter deixado tantos pontos em aberto, me fez perder o interesse nele. Quem sabe futuramente...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Confesso que eu estou doida para ler essa obra. Ela já faz muito tempo na minha lista de desejados e nunca sai de lá pois eu sempre compro um outro livro no lugar ):

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie!!!
    bom. desde que vi o livro entre os lançamentos da NC fiquei muito curiosa, achei o enredo super interessante e diferente. quero muito lê-lo logo... mas vou me segurar mais para não ter decepção nenhuma ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Olha eu sinceramente tenho que confessar que eu não tive nenhum interesse em ler esse livro. Fiquei com bastante receio de fazer a leitura. Minha colaboradora acabou de ler ele e disse que ele é bem impressionante. Ele é bom, mas mesmo assim eu sinceramente não pegaria para ler pelo que ela me disse, pois sou bastante impressionada. Mas gostei da sua resenha. Ficou muito bem escrita e espero que outros leitores que gostem do gênero leiam =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resumo-do-mes-agosto.html

    ResponderExcluir
  10. Olá Miaka!
    Estou com esse livro pra ler aqui e pelo que vi a história parece ser muito boa.
    Eu vi em outro blog que esse livro é o primeiro de uma série, então com certeza o autor deixou história para os próximos livros.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias