No Meu Mundo...

07:00



Capítulo 12


Então era isso.
O preço era alto demais. Eu não estava preparado para pagá-lo. Aquela era uma decisão para o resto da minha existência. Eu nem sabia como seria possível perdoar, por onde começar, onde buscar o tal perdão? No fundo, não tinha certeza se, mesmo eu aceitando a condição, aquele homem poderia mesmo fazer o que afirmara. A possibilidade de ser tudo ilusão, ainda existia.
Permaneci naquele lugar por um tempo incontável. Esperava que a reposta viesse para mim de uma forma mágica, uma maneira de perdoar. Mas não, eu estava certo de que não viria e ainda assim fiquei ali contemplando o céu sob minha cabeça, esperando que uma solução no mínimo aceitável caísse das nuvens.
Anoiteceu e retornei ao acampamento. Efrat me esperava, camuflado entre seus mantos num canto escuro, um pouco afastado. Contei sobre a minha conversa com o Messias. Ele ouviu em silêncio, o semblante preocupado. Efrat me conhecia bem demais pra saber que eu não poderia fazer o que me foi pedido. E eu acreditava que ele também não perdoaria.
— O que vai fazer agora? — perguntou-me por fim.
— Caçar Adramelech. E talvez eu volte depois, quem sabe quando não houver mais a quem perdoar, eu possa convencê-lo.
— Por onde pretende começar?
— Talvez no Egito. Ou quem sabe eu volte pro norte, ainda não decidi. Vou aonde o destino me levar e eu espero que me leve direto para ele.
— Seria melhor permanecer por aqui. Nadar contra a maré nesse momento provavelmente o afastaria do seu objetivo.
— Você acha que Adramelech virá? Acho que nem mesmo ele gostaria de se expor dessa forma. Essa multidão de seguidores pode acarretar algum perigo, até mesmo pra ele. Você percebeu quantos de nós estão por aqui? E bruxos, você viu algum bruxo?

— Sim, muitos. Exatamente por isso penso que Adramelech não demorará a aparecer.

Mais em: www.raquelpagno.com

You Might Also Like

1 leitores apaixonados❣️

  1. Olha... muito bom! Tinha que ser obra da Raquel Pagno. ^^ Ótima autora, resenhamos dois livros dela lá no blog.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias