No Meu Mundo...

07:00


Confira o conto na íntegra! Já disponível na Amazon.

Capítulo 24


Pela primeira vez eu me via em vantagem sobre a besta. Ter me afastado de Jerusalém me devolvera as forças, enquanto a morte do Messias parecia ter esvaído as de Adramelech. Eu nunca sequer sonhara vê-lo tão fraco, a ponto de se deixar levar daquela forma, com pouca resistência. E era provável que seus súditos e protetores estivessem igualmente enfraquecidos, já que Efrat conseguira contê-los. Ou, talvez parte considerável de sua hoste o tivesse abandonado.
Tranquei a entrada da caverna com rochas enormes. Não pretendia ser interrompido. Seríamos só nós dois e a escuridão. Aproximei-me, imaginando que ele me atacaria, mas contra as minhas expectativas, ele apenas se encolheu mais, tapando o rosto com uma das mãos.

Eu estava preparado para uma luta, um combate até a morte e não importava quem saísse perdedor, eu estaria satisfeito. Matar a besta era o objetivo que me fazia continuar vivo, mas eu também não me importaria de morrer e me unir de uma vez a Kenora. Ou, desaparecer para sempre.

Mais em: www.raquelpagno.com

You Might Also Like

0 leitores apaixonados❣️

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Créditos

Template base por: Ipietoon Cute Blog Design
Modificado por: Ge Benjamim Ge - Capista, Diagramadora e Web Designer

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias