No Meu Mundo...

07:00


Confira o conto completo na Amazon!

Capítulo 27


Uma última olhada para a besta e empurrei rocha, apenas um pouco, por onde coubesse uma pessoa. Se enfrentasse-os um de cada vez, minhas chances aumentavam consideravelmente.
Afastei-me e esperei, mas ninguém entrou. Preparei-me e saí. Não havia nenhum seguidor de Adramelech nas redondezas. Não vi nada, apenas senti o cheiro familiar com que me acostumara e conhecia muito bem. Efrat estava por perto, mas eu não o via porque ele não estava em pé, nem transmutado como o cão branco. Ele estava de joelhos.
— Efrat? — pousei a mão em seu ombro. Ele virou-se e eu percebi que estava chorando. Era uma cena que eu jamais imaginara presenciar.
— Asher... ele voltou... — então ele me abraçou.
Meu coração palpitou.
— E ele não voltou só. Há outros. Muitos outros, uma legião inteira.
Não acreditei. Não era possível.
— Kenora — sussurrei antes de sair correndo. Seria verdade o que Efrat dissera? Não, não podia ser!

Não me importei com a passagem aberta, com o demônio que deixei para trás. Naquela hora cheguei mesmo a me esquecer da existência de Adramelech. Apenas a possibilidade de reencontrar Kenora existia. Quem sabe o Messias, em sua infinita bondade, tivesse resolvido atender ao meu pedido?

Mais em: www.raquelpagno.com

You Might Also Like

0 leitores apaixonados❣️

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Créditos

Template base por: Ipietoon Cute Blog Design
Modificado por: Ge Benjamim Ge - Capista, Diagramadora e Web Designer

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias