Resenha # Sete Cabeças.

11:30

Bom dia, bom dia, bom dia...

O sol saiu e a minha resenha prometida a tanto tempo aproveitou o embalo e resolveu aparecer também. HAHAHA <3

Qual o livro? Um muito especial que veio de cortesia da nossa super parceira Editora Empíreo.
Vamos lá, e aproveite para dar aquela espiadinha básica na minha opinião sobre o livro Sete Cabeças do maravilhoso Bruno Godoi.



Quem ama suspense sobrenatural vai encontrar em Sete Cabeças uma história intensa e cheia de mistérios. Para transportar o leitor para um mundo novo, onde as coisas nem sempre são o que parecem, Godoi usa uma das mais intrigantes ferramentas que um autor tem nas mãos: a alma humana. Sete Cabeças conta duas histórias paralelas, mas com profundas relações entre si. Em “Caso 132”, conhecemos Anton Levey, um detetive que precisa solucionar um bizarro assassinato e se vê em meio a um roteiro noir de sua própria vida.Em “Frigorífico” é a vez de Eric Blair desvendar perigosos segredos para tentar salvar a si mesmo. Depois de acordar em um ambiente desconhecido ao lado de duas pessoas estranhas, ele precisará aceitar participar de um jogo macabro se quiser tentar permanecer vivo.

Preciso começar essa resenha dizendo (ou melhor, gritando): NÃO ACREDITO QUE FINALMENTE LI ESTE LIVRO! Ufa! Não se preocupem, to bem, é que vocês não fazem ideia do quanto eu babei de vontade de lê-lo, foi muito tempo apaixonada por essa capa, que para quem olha de fora, não dá nada, afinal, "que treco é esse na cara do homem? ",  é eu também me perguntava a mesma coisa, mas bastou ler e eu entendi, agora sei, tem TUDO A VER com o livro, TUDO!

Para a felicidade do leitor, o livro conta duas histórias paralelas, que de início parece não haver relação entre as mesmas, mas que acaba se transformando, de certo modo, em uma só e tornando tudo muito mais instigante.

A primeira parte intitulada de "Caso 132", conta um pouco sobre a vida de Anton Levey, um detetive renomado que em um dia qualquer desperta em um banheiro público desconhecido, onde encontra um corpo coberto, um frasco marrom e uma dúvida perturbadora:  o que diabos está acontecendo?
Conforme os capítulos passam, partes aleatórias (inicialmente) de sua vida vão sendo mostradas ao leitor, pouco a pouco, as peças vão se encaixando e as respostas vão aparecendo, até chegar ao ápice final, a grande descoberta da verdade.
Já no segundo ato, a história se volta a Eric Blair, outro afamado detetive, que ao acordar em um local totalmente estranho com dois homens aos quais nunca viu em sua vida, percebe estar fazendo parte de um jogo, aparentemente um simples brincadeira, mas que ao longo da obra, se torna um perigoso desafio, valendo vidas e muito sangue. De fragmento em fragmento, os três desconhecidos, lutando por sua vida, precisam encontrar as respostas certas, que nem sempre parece ser o que é, frustrando-os a cada movimento errado e mal calculado, feitos em meio ao desespero, que resultam em grandes problemas, deixando-os transtornados, mexendo com suas cabeças e mostrando no que se torna o ser humano, quando testado os seus limites.

É meu povo, o negocio é feio, porque haja coração para aguentar tanto suspense, mistério e tantos sentimentos que esse jogo de capítulos nos faz sentir.

O que eu mais amei na obra? Impossível definir, sinceramente, é coisa de mais pro meu pobre coraçãozinho. No entanto, há algo que me chamou demais a atenção, que foi a forma de montagem do livro, a maneira com que o autor brincou com as pontas soltas deixadas a cada divisão, conforme vamos lendo parece que nada se encaixa, é tudo aleatório, extremamente complexo e que não haverá nexo nenhum, afinal ele vai e volta nas memórias, nos momentos vividos pelos personagens (outro ponto que abordarei mais a frente), porém, no final, tudo faz  um sentido absurdo e você pensa: "caramba, não é possível que eu entendi tudo, que esse é o desfecho de todo aquele desencaixe maluco", então não se preocupe se estiver lendo e ficar perdido no meio de tudo, leia até o fim, lá tudo terá nexo, é INCRÍVEL isso, sério, o autor é um gênio!

O outro ponto que disse que abordaria é o estilo do livro, não o da história em si, mas do livro mesmo. (Já aviso para sentarem e se segurarem caso não queiram sair correndo para comprá-lo após lerem essa inovadora forma de escrita -para um livro-). Curiosos? Pois fiquem mesmo, já que livro todo é um grande roteiro de teatro, isso mesmo, ele foi escrito igual se monta um enredo teatral, contudo, esse não é o único estilo, a medida que vamos avançando na leitura, percebemos que a forma de organização se parece muito com estar assistindo fitas cassetes, uhum, magnífico não acham? É uma coisa extraordinária, confesso. Fiquei maravilhada, não vou dar detalhes sórdidos de como é exatamente, vocês terão que ler e descobrir por si só, senão perde o encanto, e há muuuuuuito ein!

O que eu achei de Sete Cabeças?
Instigante, extremamente bem montado, lindo por fora e por dentro, cativante, divertidíssimo, enigmático, provocativo, complexo e muito bem escrito, fascinante, esplêndido, etc. Não há palavras suficiente para descrever o quanto amei e o quanto valeu a pena ler.

Leiam, de verdade, vocês não vão se arrepender, porque...

Bruno Godoi é o cara e Sete cabeças é O LIVRO!


Ge Benjamim  

You Might Also Like

15 leitores apaixonados❣️

  1. Adorei o estilo de escrita da resenha. Muito empolgante! Sobre o livro: assim que vi a capa, imaginei que teria algo com detetive, pois o sobretudo passa essa mensagem. Agora esse treco na cabeço nem imagino o que seja. Eu gosto muito de ler livro no estilo de peça de teatro. Acabei de ler uma ficção científica e amai.
    Você me deixou curiosa para saber mais sobre o livro. Espero ter a oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    É tão bom quando lemos um livro interessante que nos faz pensar muito depois da leitura =)
    Gostei de saber que o a narrativa possui uma construção complexa, adoro livros que desafiam o leitor a sair de sua zona de conforto, de fato, como não leio muitos suspenses e é raro gostar de algum que não seja clássico, sairia da minha com certeza! =)
    Dica anotada!
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Deu pra ver o quanto você amou o livro! Eu fiquei um pouco confusa com a sinopse, por um momento achei se tratar de dois contos separados, mas quando li a sua resenha entendi que são dois momentos da mesma história que se cruzam no final.
    Pelos seus elogios, o livro realmente parece ser muito bom e bem construído.
    Fiquei intrigada com esse estilo roteiro de teatro, acho que só lendo para entender como seria.
    Beijos,
    sigolendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!
    Fiquei empolgado com o que li aqui. Andava curioso a respeito desse livro e não havia lido ainda por achar que seria chato e sem graça. Mas agora você conseguiu me convencer. Valeu.

    ResponderExcluir
  5. Eu li a resenha e além de você falar muito bem sobe a história, a capa me fascinou. O tema também.
    Eu nunca havia ouvido falar sobre esse livro, mas agora me sinto na necessidade de lê-lo. Espero em breve poder ler esse livro (lá vai mais um pra lista de leituras)

    ResponderExcluir
  6. Adorei tua resenha! Devo dizer que a capa não me chamou a atenção,mas depous da resenha posso dizer que este vai para lista de leitura!

    ResponderExcluir
  7. Que que isso meu Deus!! E simplesmente fascinante. Este subiu ao topo da listinha haha Amo detetives e essa trama ai me parece muuito mais que só "bom". Ótima resenha rs

    ResponderExcluir
  8. Cara, que foda, adorei a resenha, cada vez que leio uma adiciono um livro pra minha pequena lista.Uma boa distração para a noite...

    ResponderExcluir
  9. Hahahaa eu já ouvi falar neste livro, e assim como vc estava com vontade de saber mais, e essa sua resenha terminou de me matar de curiosidade kkkkkkkk
    Não vou parrar até tê-lo nas minhas mãos ...

    ResponderExcluir
  10. Amei a resenha, pena ainda não ter lido.

    ResponderExcluir
  11. Nossa esse livro deve ser maravilhoso

    ResponderExcluir
  12. Oii.
    Não conhecia esse livro, gosto bastante de livros de suspense, sobrenatural tambem e pelo que você disse tem uma grande probabilidade de que eu goste desse livro. Fiquei curiosa para conhece-lo.
    Adorei o post, parabéns.
    Beijos da Mary ;)
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá, não conhecia a obra, mas já fiquei interessada, pois gosto muito do gênero. Adorei a resenha, parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Gosto bastante de livros de suspense, mas não conhecia esse. A capa em si não me agradou muito, mas a sua rresenha empolgada sim haha
    Então... siim!!! Eu o leria!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias