Resenha #Uni-Duni-Tê

20:19


Um assassino está à solta. Sua mente doentia criou um jogo macabro no qual duas pessoas são submetidas a uma situação extrema: viver ou morrer. Só um deverá sobreviver. Um jovem casal acorda sem saber onde está. Amy e Sam foram dopados, capturados, presos e privados de água e comida. E não há como escapar. De repente, um celular toca com uma mensagem que diz que no chão há uma arma, carregada com uma única bala. Juntos, eles precisam decidir quem morre e quem sobrevive. Em poucos dias, outros pares de vítimas são sequestrados e confrontados com esta terrível escolha. À frente da investigação está a detetive Helen Grace, que, na tentativa de descobrir a identidade desse misterioso e cruel serial killer, é obrigada a encarar seus próprios demônios. Em uma trama violenta que traz à tona o pior da natureza humana, Grace percebe que a chave para resolver este enigma está nos sobreviventes. E ela precisa correr contra o tempo, antes que mais inocentes morram.

Autor: M. J. Arlidge
Páginas: 321
Editora: Record
Gênero: Policial 
Nacionalidade: Estrangeiro


 Sabe aquela brincadeira de criança, que praticamente todo mundo já brincou alguma vez? De escolher alguém cantando a musiquinha: Uni-Duni-Tê salame-mim-guê o escolhido foi você...

Na mente de um psicopata essa brincadeira pode ser mortal.

O que você faria se estivesse que decidir entre matar ou morrer e não tivesse outra solução?

Essa é a grande pergunta que o leitor se faz durante toda a leitura. ''O que eu faria se estivesse que escolher e decidir quem vive e quem morre?"


As vítimas


Só um pode sobreviver

Todos inocentes e vítimas de um ódio de um assassino misterioso. São escolhidas sempre duplas que são dopados, amarrados e raptados. Ao acordar, são postos a prova, entre matar ou morrer. Um ultimato. Uma decisão. Ser cadáver ou ser assassino? Uma mensagem no celular e uma pistola e por último uma escolha. Só um sairá vivo, o outro será atormentando pro resto da vida. O tempo das vítimas é curto (fome, frio e desidratação) e uma escolha tem que ser feita rápido.



A Detetive

[...] - Por ser tão sagaz, muito organizado e, no entanto tão difícil de compreender. Como escolhe suas vítimas? E por quê? Será que odeia as duas pessoas que sequestra ou apenas uma delas? Como consegue prever o resultado. 

Helen Grace, se vê aflita com todas as mortes e esse jogo macabro a deixa com a adrenalina a flor da pele para prender esse serial killer. Mas parece que o assassino é um fantasma e nunca deixa pistas, com a imprensa em cima e um possível traidor, todos são suspeitos. O serial continua matando e é tão inteligente que é quase impossível de pegá-lo.



O Serial Killer


"Pressionei. Agarrava as pontas com tanta força que minhas mãos doíam. Mas tinha de ter certeza de que não era um truque dele. Tinha que dar cabo do velho. "


Psicopata, imprevisível e frio. O autor nos permite conhecer a infância dessa mente doentia e manipuladora. Sequestra pessoas e faz elas passarem pelo seu pior pesadelo. Joga em algum lugar fechado, sem comida, água ou até mesmo banheiro. Só o que resta para as vítimas escolhidas são : uma pistola e uma escolha. 
Assisti seu jogo mortal com uma truculência satisfatória no rosto. Seu jogo é simples, faça sua escolha e saia vivo. Ou lhe dê dupla satisfação.

"Vocês devem decidir quem vive e quem morre. Só a morte poderá libertá-los. Não existi vitória sem sacrifício."


Minha análise sobre o livro:

Comprei esse livro porque uma amiga leu a sinopse, amou e fez eu comprar também. E compramos juntos e lemos juntos (então terá a opinião dela também nessa resenha rsrsrs). Antes dele chegar, fui ver comentários e tal. Só críticas ruins e classificações negativas. Porém não me desanimei, sou o tipo que não vou muito pela opinião de quem não sabe fazer uma crítica de um livro (mesmo que ele não seja bom). Eu adorei esse livro, leitura rapidíssima, fluída, sem enrolação. Não achei nada de absurdo como havia lido nas resenhas. Acredito que somos capazes de fazer coisas que nunca sequer imaginamos quando se trata da própria sobrevivência. A curiosidade aguça a cada página e quando vai chegando no final impossível não dar um frio na espinha. Um livro que em alguns momentos é imprevisível (principalmente no que diz respeito ao final. E que final!!!). E que merece sim um segundo livro, mesmo que tenha sido um excelente desfecho. Só não gostei dos erros da gráfica (que são bem mínimos e quase imperceptíveis) e um momento que o autor foi bem breve em determinada situação. 
Fora isso podem ler, vão adorar. Porque adorei cada página.

E você que escolha faria? Viver ou morrer?

Venha conhecer essa mente psicopata sensacional.

You Might Also Like

13 leitores apaixonados❣️

  1. Eu querooo!!! Adorei a resenha, muito da hora o livro, ja esta na minha lista. 👏👏👏❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. Livro ótimo. Já li e super recomendo. Resenha perfeita, parabéns! 😍😍😍😍

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Eu recebi essa obra do Grupo Record como cortesia, ainda não li, parece ser muito boa, adoro essa pegada que mistura elementos como suspense, assassinatos, serial killers e sobrevivência. Vi valor pela leitura fluir bem e ser rápida. Vou ler quanto antes!
    Adorei a resenha, objetiva e clara, parabéns!
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá =)
    Realmente não podemos de deixar de ler um livro por conta de uma crítica. Já li livro com resenhas falando mal de um e adorei, e ao contrario também. As pessoas tem opinião diferente, então temos que ler e ter a nossa própria opinião. Eu não li nada do gênero, que fale de uma mente doentia. Tenho que sair da minha zona de conforto literário. Anotei a dica. Beijos'

    ResponderExcluir
  5. Gente! Que história doida!
    Fiquei curiosa agora, sou muito fã de teror, suspense policial cujo o tema é um psicopata.
    Adorei conhecer essa dica!
    Bjs
    Mundo Literário

    ResponderExcluir
  6. Eu li uma resenha do livro e tinha ficado empolgada por ele, aliás, continuo! Não imagino ficar em uma situação como esta, e não me admiro você ter tido calafrios.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Parece uma trama bem sórdida e eu nem me imagino numa situação em que teria que fazer uma escolha como essa! Claro, que a escolha óbvia seria viver, mas depende de quem fosse a outra pessoa.
    Sou fã do gênero e vou anotar a dica.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Eu sou apaixonada por suspenses policiais, e esse tem uma excelente premissa, parece uma ótima leitura. Também penso como você, acho que devemos ler, mesmo que haja críticas negativas, para podermos ter a nossa própria opinião. Gostei da dica!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?

    Confesso que o gênero não faz a minha cabeça. Me afastei bastante de suspense e, ultimamente, só gosto de seriados (acho que, nos livros, a condução da história é sempre muito lenta e me irrita bastante). Eu sei que a proposta da narrativa pode atrair leitores, mas, para mim, é completamente não atrativa. Gostei dos recursos imagéticos que colocou na postagens, acho que deram a atmosfera do livro :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. bem, não tinha ouvido falar desse livro ainda mas a fórmula não é original, vi vários livros e filmes que usam a mesma temática e confesso estar meio saturada do gênero... ando evitando leituras 'mais do mesmo'... mas não duvido que a escrita dele seja boa...
    bjs...

    ResponderExcluir
  11. Ola, assim que esse livro foi lançado eu tratei de colocar na minha lista, porque uma coisa que eu amo é historias de serial killer e esse ainda tem uma pegada de jogos mortais então eu nunca poderia deixar de conferir

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Acho que nunca leria esse livro porque terror/serial killer eu passo longe. Apesar de parecer bom, não adianta, não me meto nesse gênero hehe
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oie,
    Já vi a capa desse livro e fiquei abismada com o enredo. O revólver e o título de primeira passam a impressão que será roleta russa ou algo assim. O assassino misterioso é o cheque mate desse enredo. Vou comprar o ebook.
    Bela resenha!
    Amanda Melo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias