EDUCAÇÃO!?

18:02

Educação!?















Hoje, ao realizar uma entrevista na escola onde futuramente a minha filha irá estudar, uma das mais tradicionais da minha cidade, tomei ciência do que acontece com nossa educação. E não é por culpa da escola (de certa forma tem sua parcela, mas acho que é bem menor).

A orientadora que fez a entrevista comigo ficou bem surpresa com o fato de eu acompanhar e saber as notas da minha filha, quais as matérias que ela é mais forte e as que ela tem mais problemas. Não pelo fato de eu ser pai solteiro e ela morar comigo, mas sim porque tem pais que fazem questão de não acompanhar a vida estudantil do filho ou filha. Não perguntam como estão na escola, não sabem as notas, nem se preocupam muito com o que acontece na escola. Só querem saber se passaram ou não.

Evidente que em uma escola particular é muito difícil ocorrer uma reprovação, afinal, escola paga, mensalidade cara, evasão, acontece de ou a diretoria propor a aprovação total ou mesmo os pais, endinheirados, obrigarem a um dos dois a aprovar... filho ou diretoria. Infelizmente acontece.

Como eu disse antes, a escola tem a sua parcela, mas bem menor. O maior problema mesmo está nos pais. Aquela história de que estão passando toda a responsabilidade da educação familiar para a escola e isso está errado. A primeira educação tem que iniciar em casa, o que é certo, o que errado, respeito ao mais velho e por aí adiante.

Para corroborar a orientadora me contou um fato que é bem emblemático: um aluno estava ali para fazer as provas de recuperação, um dia antes da minha entrevista, e enquanto aguardava o seu atendimento usava o seu celular, que estava plugado na tomada, carregando. Quando o garoto entrou na sala deixou o carregador no banco onde estava. Havia alguns alunos pelo corredor. Quando ele saiu, não viu mais o seu carregador.

Escola particular, alunos cujos pais pagam caro uma mensalidade escolar, que necessariamente não precisariam pegar um carregador de celular de um outro aluno. Mas pela educação que tiveram, ou a falta dela, pegam como se fosse a coisa mais comum do mundo. É isso que me assusta. Sei que minha filha vai ter uma excelente educação na escola, mas é em casa que começa a verdadeira educação. Ela nunca pega nada de outra pessoa e se fizer isso será corrigida. Ela não precisa, ela sabe respeitar os mais velhos e principalmente o professor. Sabe o que pode e o que não pode fazer.

Aos que ainda não fizeram isso, por favor, façam. Assim teremos um futuro melhor, e mais promissor, com adultos que são respeitosos e educados.


Antonio Henrique Fernandes
Colunista


You Might Also Like

34 leitores apaixonados❣️

  1. A educação dos jovens vêm sofrendo descaso tanto pelos professores quanto pelos próprios pais. Mas a negligencia deste é ainda mais imperdoável, pois sem um norte, sem limites e sem acompanhamento, a criança não vai conseguirá ter o seu potencial e o seu melhor extraído. E pior ainda, estes pais que não ligam para o desempenho do filho, ou obrigam a escola à aprová-lo, são os mesmo que reclamam da criminalidade e do estado do nosso país, sem perceber que está tudo intrinsecamente ligado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Isabelle,
      Falta a muita gente a capacidade de enxergar o que seria a verdadeira educação, mas o que temos atualmente, não é a melhor aplicável. Com isso o país sofre e a sociedade também, porque cria-se um modelo insustentável para o futuro. Temos que melhorar como pais para poder melhorar nossos filhos.
      bjs

      Excluir
  2. Nossa, Antônio, gostaria de ver mais pais como você nas reuniões escolares! Infelizmente, o que vejo nas escolas em que trabalho é um total descaso dos pais que querem, como você disse, que os filhos passem, não que aprendam...
    Triste realidade...
    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado,
      nós, pais, temos que fazer a nossa parte, educar os filhos para que busquem na escola o conhecimento necessário para ter um futuro digno.
      bjs

      Excluir
  3. Oi Antônio,
    Você falou o que muitos precisam ouvir no seu texto! Também estudei em escola particular e sempre aconteciam roubos. Tive sorte da minha mãe acompanhar meus estudos pois ela é professora dessa mesma escola em que estudei, então nao tinha jeito né?! Sou muito grata por isso e pela educação que tive. Hoje em dia muitos pais só querem que o filho passe e não os ensina a respeitar o professor, pois nem os mesmos respeitam, achando que os professores perseguem os filhos deles e que tem a obrigação de educar, além de ensinar.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica,
      Infelizmente ainda é uma realidade forte, que precisa mudar, urgentemente.
      bjs

      Excluir
  4. Olá Antonio, tudo bem?
    Eu como professora preciso confessar que me sinto desmotivada sobre a educação no nosso país. Começando pela própria sala de aula. É muito comum ver jovens desinteressados ou que precisam trabalhar para ajudar os pais. Alguns pais não vão a escola sequer para as reuniões e o governo, não preciso nem comentar. A questão hoje é nós educarmos os nossos filhos sobre a importância do estudo e da educaão. Para que eles se esforcem na escola e ao crescerem se tornem pessoas melhores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Faby,
      Eu vi um vídeo de uma aula em uma universidade, onde um professor tentava dar aula enquanto os alunos estavam ouvindo música e dançando, até que um aluno pegou o apagador e ficou apagando o que o professor, coitado, escrevia, até que ele desistiu. Mas o pior, é que sempre tem alunos que querem estudar, e infelizmente, são minorias... e isso no ensino superior...
      um abraço,

      Excluir
  5. Olá, tudo bem? É a mais pura verdade. A educação das crianças está caindo num poço sem fundo onde as pessoas tapam os olhos e acham que a culpa é simplesmente da escola. A vida inteira tive exemplos dos meus pais que sempre me acompanhavam na escola, viam minhas notas, iam em reuniões, e dali já se via o quão interessados os outros pais estavam na educação de seus filhos. De fato a educação começa de casa sim, e o exemplo vem dali. Ótimo texto!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carool,
      Precisamos, como pais e primeiros educadores, a mudar isso. Afinal, se queremos o melhor para nossos filhos, isso inclui uma educação de primeira...
      Obrigado,
      bjs

      Excluir
  6. Oi Antonio!
    Realmente, a educação deve começar em casa. Educação não é o que é dado em sala de aula, acho que é tudo o que podemos adquirir de conhecimento na vida. Seja a matemática na escola ou os valores que aprendemos em casa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catrine,
      Isso, a educação em casa é chamada de primeira educação, a escola é a busca pelo conhecimento que usamos no mundo, temos que unir ambas para termos um equilibrio na sociedade.
      um abraço,

      Excluir
  7. Olá Antônio,
    Primeiro que tudo, parabéns para você, és um exemplo de pai!
    Concordo em tudo com tuas palavras e faço um esforço enorme para educar meus filhos em casa, para que possam estar preparados para as coisas que surgem na escola, é impossível evitar que eles conheçam atitudes desregradas dos colegas, mas é possível educá-los para que eles mesmo que vejam, não repitam porque saberão que não é certo. Tenho um casal de filhos, e sou divorciada, muitas vezes preciso meio que implorar pela participação do pai deles, mas ele não demonstra interesse nenhum. Parabéns pelo post e por suas atitudes. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mercia,
      Obrigado. A chamada primeira educação, a que vem de casa, tem que ser primordial, para que o filho entenda o que vem pela frente, o que o mundo lhe reserva, assim, quando chega à escola está mais preparado para adquirir o conhecimento necessário para esse fim.
      bjs

      Excluir
  8. De uns tempos para cá muita coisa mudou na educação... a tal da aprovação automática - que antes era mais comum nas escolas particulares pelos pontos que você citou, hoje é bem normal na escola publica também. Seja pelas novas regras da educação que determina que o aluno não pode mais reprovar em determinados anos (sim, essa regra existe, mesmo um aluno que não faça nada na escola tem uma nota mínima garantida e no final do ano ele é aprovado), sejam pelos professores que e conselho de classe passam alunos com a justificativa de "assim ele não incomoda ano que vem". E eu digo essas coisas por já ter ouvido de professores esse discurso e por conversar muito com minha mãe que é professora.
    É realmente complicado - e fica mais ainda quando temos a noção de que os pais também não se importam, o importante é passar e pronto. é uma bola de neve sabe? Professor desanima, que desanima aluno, que desanima professor... e assim vai...
    Que bom que as exceções existem e que tem quem ainda se importe...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lica,
      Infelizmente a realidade de nossa educação é uma coisa que nos assusta, mas precisamos trabalhar para mudar esse panorama.
      bjs

      Excluir
  9. Olá, tudo bem?
    Gostei bastante da postagem. É um assunto bem extenso a se pensar. Realmente os pais precisam educar em casa. Mas ao mesmo tempo eu também acho que é obrigação da escola. Porque eu acho que é obrigação de todo mundo. É até mesmo minha obrigação. E eu não sou professora. Mas sou escritora, blogueira e claro, uma pessoa. Acho que se todo mundo pensar que a obrigação é sua, tudo melhorará. Porque essa coisa de passar a responsabilidade para o outro é complicada.
    Claro que em uma realidade perfeita, os filhos seriam bem educados em casa. Mas essa não é a realidade. Muitos pais não tem tempo, não querem, não podem educar os filhos. É errado? Até é. Mas é o que acontece. A culpa não é da criança. Então ela precisa aprender as coisas em outros lugares. Então que seja na escola. Que os professores também não se omitam. Eu troço para o dia em que a escola vai criar cidadães e não máquinas de decoreba.
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gislaine,
      Obrigado. Você tem razão, é obrigação de todos, e os professores são tão vítimas quanto as crianças, precisando se adaptar a uma realidade que os afasta da excelência. Acho que é uma combinação de vários fatores, omissão do governo, que investe (quando investe) e não prepara, nem educador e nem a escola, para receber bem o aluno que virá adquirir o conhecimento necessário para conhecer e se firmar no mundo. Mas de uma coisa cabe a nós, orientar as crianças, elas não têm culpa, e sem orientação, se tornará um adulto sem regras.
      bjs

      Excluir
  10. Olá, Antonio. Se os pais dessem atenção aos filhos e passassem alguns momentos a mais se importando, com certeza muita coisa atualmente mudaria.
    Realmente, como você citou, os pais só querem saber se os filhos passaram de série ou não, nunca acompanham ou ajudam seu filho em algo relacionado a escola e depois querem cobrar. Infelizmente isso acontece muito! :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana Caroline,
      Infelizmente, mas precisamos lutar para mudar esse panorama...
      bjs

      Excluir
  11. Oi Antônio, tens razão, muitas coisas têm se perdido na educação e as pessoas se importam cada vez menos com a educação, tanto dentro quanto fora de casa. Ainda não tenho filhos e não convivo com ninguém em idade escolar, mas posso perceber como as coisas estão diferentes e como tem pais ausentes e desinteressados. O exemplo é umas das melhores formas de ensinar uma criança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      É tudo uma combinação de fatores, que envolve a todos nós, pais, professores, sociedade, governo, tudo isso precisar estar bem encaminhado para que as crianças não sejam vítimas e se transformem em adultos inaptos na vida.
      bjs

      Excluir
  12. Oi. como educadora, não afirmo que esse seja o problema da educação no Brasil, seria no mínimo incoerente de minha parte. Há, nessa atitude, algo que deve trazer uma reflexão e uma medida educacional, também, mas não compactuo com a forma como você explana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilian,
      Você tem todo o direito de não concordar com o que eu explanei no texto, mas que é uma realidade, infelizmente, é... também nao é O problema da educação, não afirmei isso; eu diria que é um dos problemas, pois além de pai, também fui professor, então eu entendo os dois lados, e nem estou citando a sociedade como um todo e o governo, mantenedor principal da educação no país. Vi muitos pais em reuniões (aqueles que iam) que mal se preocupavam com as notas ou com o comportamento do filho. A primeira educação, a de casa, é uma das mais importantes, pois é o início, a preparação, e vejo com preocupação as crianças entrando cada vez mais cedo na escola, ou creche, com dois, tres anos, por conta da vida atribulada dos pais. Entendo que muita coisa precisa ser mudada para que realmente a educação no nosso país funcione, e sei também que muitas crianças querem aprender. Seria muita idiotice minha se fizesse uma grande generalização. Só acho que os pais precisam ser mais ativos na educação dos filhos, pois é essa base que serve para ter uma educação escolar mais efetiva e termos filhos mais preparados para encarar o mundo lá fora.
      bjs

      Excluir
  13. Trabalho em uma escola de educação infantil e posso dizer que a situação dos pais está triste, são poucos que vejo acompanhar o desempenho das crianças de perto, a grande maioria não sabe nem que a criança já na Educação Infantil tem sim conteúdos a aprender. Outros não admitem os problemas de comportamento que os filhos tem e já cheguei a escutar que eu deveria ser mais rígida com a criança, quando na verdade a criança não obedece nem o pai.
    De modo geral o problema na educação está ligada a vérios fatores e essas situações se repetem não apenas em redes particulares, mas também em escolas publicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda,
      Sim, infelizmente ainda temos vários fatores a fazer com que nossa educação nao ande como deveria. Mas tenho esperanças que isso mude.
      um abraço,

      Excluir
  14. Entendo completamente seu texto, em toda a minha via escolar meu pai apenas se preocupou se eu iria passar ou não no final e eu levava isso muito a sério, não queria saber se iria aprender ou não, mas sim que tinha a obrigação de passar.
    por isso temos alunos que assim como eu aprendeu apenas por obrigação, gravou o assunto e no dia seguinte não lembra absolutamente nada do que foi estudado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela,
      É uma realidade que precisa ser mudada, com consciência de todos, principalmente dos pais. Mas também precisa envolver os educadores e o Estado.
      bjs

      Excluir
  15. Antonio, quero dizer que como professora de escola particular fiquei encantada com seus post.
    Quem dera que pelo menos 15% dos pais pensassem como você. Eles acreditam que porque pagam os filhos que tem que passar e ponto não importam se estão aprendendo ou não, o que importa é que o dinheiro não pode ser jogado fora.
    Adorei seu post e principalmente sua consciência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Déborah,
      Obrigado pelo carinho, é muito difícil ficar fora da educação de minha filha, eu me preocupo com o futuro dela, e seria muito bom se todos os pais pensassem assim, porque É o futuro dos filhos... O amor que eu sinto por ela faz com que eu me preocupe.
      bjs

      Excluir
  16. Caríssimo Antônio! Como vai? Tudo bem?

    Concordo com você plenamente. Inclusive, um dos textos que te enviei para "verificar", fala sobre o assunto "Educação".
    Coincidência ou não, tenho alguns outros casos que darão outros textos mais adiante.

    Acredito que, enquanto não melhorarmos a política da educação de uma forma geral, nada será consertado.

    Tudo se transformou em um ciclo vicioso, que para ser quebrado, é necessário a intervenção intensiva dos pais.

    Veja:
    Crianças mal-educadas em casa = Crianças mal-educadas na escola (Não respeitam os professores, nem os colegas, nem o ambiente de ensino).

    Crianças que não aprendem o que deveriam na escola pelo motivos citados acima = Adultos que leem pouco, e consequentemente, tem uma compreensão diminuída do mundo em que vivemos.

    Adultos que leem pouco = Pais que não educam os filhos direito. Que não valorizam a necessidade e não reconhecem a importância da educação.

    E tem mais

    Adultos que leem pouco = Eleitores péssimos, que reelegem os maus políticos que vão continuar mantendo as escolas em péssima situação, e a desvalorização constante dos professores.

    É triste, mas é por aí.

    Só vamos mudar isso, quebrando esse ciclo. Aos que tem condições de colocar os filhos numa escola particular, menos pior.
    Aos que não podem, tem de se dedicar de forma redobrada. Cobrar mais dos filhos, insistir para que leiam mais, para que façam exercícios por conta própria em casa.

    Senão, meu amigo.

    O círculo continua.

    Abraços,

    Brito Santos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Brito,
      Tudo bem por aqui, e realmente vc colocou pontos importantes sobre o círculo vicioso que enfrentamos e concordo quando diz que precisamos quebrar essa cadeia, senão piora tudo. A Educação é um tema importante e complexo, onde não só os pais, mas sociedade, educadores e políticos têm que se juntar para tentar criar leis que melhorem a nossa Educação.
      um abraço,

      Excluir
  17. Oii, tudo bem?
    Realmente esse é um assunto que precisa ser debatido, os brasileiros tem que tomar conhecimento que a educação esta ficando em ultimo plano para o governo, os poucos incentivos estão sendo tirados como o Ciências sem fronteiras por exemplo.
    Amei o post maravilhoso parabéns.
    Abraços Mary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mary,
      Tudo ótimo, e a Educação é uma preocupação de todos. Se não debatermos, discutirmos, vamos ficar mais prejudicados ainda.
      Obrigado pelo carinho.
      um abraço,

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias