Top 10: livros pouco conhecidos.

13:31

Leitores, olá, que saudades eu tava de postar para vocês!

Que tal um top 10? Já faz algum tempo que não posto aqui e sei que vocês gostam muito hahaha

O tópico de hoje é sobre alguns livros que li ao longo dos meus anos como leitora mas que poucas pessoas conhecem e eu AMARIA que vocês conhecessem já que são lindos, maravilhosos!

Confiram e adicionem alguns (ou muitos) nomes novos a sua lista de livros para ler. :D

Branca como o leite, vermelha como o sangue.



Leo é um garoto de dezesseis anos como tantos: adora o papo com os amigos, o futebol, as corridas de motoneta, e vive em perfeita simbiose com seu iPod. As horas passadas na escola são uma tortura, e os professores, “uma espécie protegida que você espera ver definitivamente extinta”. Apesar de toda a rebeldia, ele tem um sonho que se chama Beatriz. E, quando descobre que ela está terrivelmente doente, Leo deverá escavar profundamente dentro de si, sangrar e renascer para a vida adulta que o espera. Um traço interessante na narrativa de D’Avenia é a técnica de utilizar cores para descrever os sentimentos e as sensações do menino Leo; por exemplo, o branco, sinônimo de solidão e silêncio: “O silêncio é branco. Na verdade, o branco é uma cor que não suporto: não tem limites. (...) Ou melhor, o branco não é sequer uma cor. Não é nada, é como o silêncio.” (p. 10) O leitor perceberá a transformação de um garoto com todas as características da juventude – rebelde, egoísta, egocêntrico – numa pessoa madura e responsável. Essa mudança começa a ser percebida quando Leo deixa de jogar o jogo decisivo do campeonato de futebol para cuidar de sua amiga doente. A convivência despertará nele o sentimento de cumplicidade e do verdadeiro amor, promoverá o debate do que é realmente o sonho e mostrará que, no crescimento emocional, é importante a presença de um orientador, um mentor.Branca como o leite, vermelha como o sangue não é apenas um romance de formação ou uma narrativa de um ano de escola: é um texto corajoso que, por meio do monólogo de Leo – ora descontraído e divertido, ora mais íntimo e atormentado –, conta o que acontece no momento em que, na vida de um adolescente, irrompem o sofrimento e o pesar, e o mundo dos adultos parece não ter nada a dizer.

A probabilidade estatística do amor a primeira vista.




Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Slam




Sam vivia aquela que parecia ser a melhor fase da sua vida. A mãe tinha se livrado daquele namorado mala do Steve, a professora de arte o incentivava a fazer faculdade, ele tinha aprendido duas novas manobras no skate e ainda havia a Alicia, a garota mais linda e descolada do mundo. Para completar, tinha também os conselhos de Tony Hawk, tirados diretamente do pôster da parede do quarto e das linhas do livro autobiográfico do campeão de skate – que Sam leu mais de 50 vezes. Mas como nada permanece igual por muito tempo, não demorou para tudo começar a mudar. E neste caso, um pouco para pior.

A vida na porta da geladeira.




Claire, de 15 anos, e sua mãe têm uma rotina muito atribulada. Nos raros momentos em que a mãe está em casa (ela é obstetra), a filha está na escola, com amigos ou com o namorado. Resultado: as duas quase não se veem e se comunicam deixando recados na porta da geladeira. Esses recados vão desde cobranças banais [Oi, MÃE! (Que eu NUNCA MAIS vi!)] até revelações tocantes e contundentes por parte de mãe e filha durante o penoso tratamento do câncer de mama da mãe, num ano que se revelará decisivo para as duas. Em seu romance de estreia, Kuipers capta a ansiedade por trás da tragédia e revela a importância de viver a vida intensamente, lembrando ao leitor a necessidade de encontrarmos tempo para as pessoas que amamos mesmo em momentos de dificuldade e desafios.

Sombras no asfalto




Para Coralina, uma jovem de dezesseis anos, acordar era penoso, um processo lento, que começava com o despertador, seguido da voz da mãe a lhe chamar, a luz do abajur, as notícias que o pai escutava na cozinha, os sons que saíam do computador do irmão. Mas, um dia, ela desperta e não há nada disso, apenas o ronco do motor de um caminhão. Cora se vê sozinha em um quarto de motel de beira de estrada, com um buquê de rosas vermelhas, uma sacola cheia de dinheiro e uma perna mecânica em cima da cama. Usava um vestido velho, que havia ganhado do avô, e estava descalça.“Onde estou? Que lugar é este? Como foi que vim parar aqui? Quando cheguei? Alguém me trouxe? Cadê meus pais? Que dia é hoje? Que horas são?” Coralina não tem a resposta para nenhuma dessas perguntas, nem para muitas outras que se faz. Não sabe como foi parar naquele lugar, e vai tentar voltar para casa.Esse é, no entanto, apenas o começo de uma jornada assustadora, e cada vez mais misteriosa, por um mundo estranho. O telefone do quarto toca e uma voz desconhecida aconselha Coralina a correr, fugir pela janela. Enquanto isso, alguém bate à porta, uma pessoa estranha que vai passar a perseguir a garota. Ao longo desse dia anormal, Coralina vai contar com a ajuda de um casal de idosos e de um garoto da sua idade, todos com atitudes suspeitas. Como em todo bom romance policial, a resposta para esse grande mistério é completamente surpreendente e chega apenas no final.


Como viver eternamente.




Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos. 

Feia - a história real de uma infância sem amor




Entreguei a minha fotografia, tirada na escola, para minha mãe. Ela olhava da fotografia para mim. De mim para a fotografia. Então disse: “Meu Deus, como ela pode ser tão feia. Feia. Feia.”
Essas palavras cruéis são apenas o começo. A mãe de Constance foi sistematicamente violenta com a própria filha, física e emocionalmente, durante toda a sua infância. Apanhando e sendo privada de comida, Constance estava tão desesperada, que foi sozinha até o Serviço Social e suplicou por proteção. Quando isso não deu certo, tentou dar fim à vida, tomando alvejante, uma vez que era chamada de “germe” por sua mãe. Desenvolveu caroços nos seios, uma situação médica rara para uma criança, por conta dos beliscões nos mamilos e socos desferidos pela mãe. Quando tinha 13 anos, foi abandonada em casa por sua conta e risco: não havia gás, luz ou comida.
Entretanto, de alguma maneira, Constance encontrou coragem para sobreviver. Esta é a sua comovente — e essencialmente triunfante e inspiradora — história.

Amanhã você vai entender.




A jovem Miranda Sinclair precisa desvendar um enigma na Nova York do final da década de 1970. Em Amanhã você vai entender, seu melhor amigo é agredido na rua, um estranho pode ter invadido a casa dela e uma série de bilhetes, que ela não compreende nem tampouco sabe quem escreve, alerta sobre a morte de alguém. Alguém que ela poderá ajudar a salvar.À medida que as mensagens chegam, Miranda percebe que quem as escreve sabe de detalhes de sua vida que ninguém deveria saber. E, conforme as peças do quebra-cabeça se encaixam, ela finalmente percebe que a resposta sempre esteve ali, bem em sua frente - mas o tempo é ardiloso: guarda hoje momentos que só amanhã você vai entender.

No escuro




Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele.
Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele.
Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.

Evocação




Magda decide narrar sua primeira experiência com o sobrenatural, ocorrida seis anos antes em uma viagem à praia com uns amigos e a avó. Durante o passeio, a convivência e o ciúme a fizeram alimentar ódio por Bárbara, e ela resolveu pregar uma peça na colega. Aproveitando a história sobre a morte de um adolescente surfista, Magda propôs que tentassem se comunicar com ele. Mas a brincadeira ganha contornos de realidade quando elas começam a vivenciar eventos sobrenaturais.

[BONUS] :

Alguém vai se machucar hoje a noite.




"Se parar de correr você morre. Então eu corro. Meus pés estão doendo, minhas pernas também, não consigo respirar direito. Como é que uma coisa dessas está acontecendo comigo?"
Ele trabalha numa produtora de vídeos. Sua vida se concentra em imagens. Mas nunca havia parado para pensar até onde se podia ir com a câmera. Não são vídeos eróticos. Nem pornográficos. Esses rótulos não são mais suficientes. Ele já está bem além disso. Onde é o limite? Percebe que já o ultrapassou e não sabe se quer voltar atrás.
E aí, já leu alguma dessas obras? Então conte-nos o que achou. Se ainda não leu, vale muito a pena.

Quer adicionar um livro a nossa lista? Deixe o nome nos comentários que logo farei um novo top 10, e quem sabe ele não entra em nosso post!

Ge Benjamim 

You Might Also Like

12 leitores apaixonados❣️

  1. De fato, desconhecidos, não lembro de ter ouvido falar de antes de nenhum dos livros, embora, me pareça todo muito bons. Vou ler
    Branca como o leite, vermelha como o sangue, me parece ser o melhor e mais intenso. http://letraseopiniao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Ge, tudo bem?

    Poxa, é provável que esses livros sejam pouco conhecidos mesmo. Eu confesso que não conhecia nenhum desses listados acima, alguns parecem ser bons como No Escuro, Alguém vai ser Machucar! Gostei da listinha!

    ResponderExcluir
  3. Menina, realmente, de todos os livros que você trouxe o único que conheço é Feia, mas, infelizmente, não li ainda!
    Gostei bastante das indicações e da postagem em si, adoro top 10 também!
    Feliz Natal!!

    ResponderExcluir
  4. Eu só conhecia "Branca como leite, vermelha como sangue", mas mesmo assim eu ainda não o li. Gostei de conhecer novos títulos, alguns são bem interessantes.

    ResponderExcluir
  5. Oie Ge!!
    Adorei seu post!! Principalmente porque encontrei aqui um dos livros que eu amo muito, um dos meus preferidos e que, infelizmente, realmente não é muito conhecido, mas eu sempre recomendo: Como viver eternamente. Livro lindo demais!!!! Chorei horrores, mas me deixou muitos pontos a refletir.
    Eu sempre gosto de ler obras que não estão na "moda" pois sempre tem uma boa surpresa.
    Ótimo post. Dicas anotadas.
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Oi Ge, tudo bem? Da sua lista os que já me interessaram foram Probabilidade e Estatística do Amor à Primeira Vista, No Escuro (Já li restos humanos da autora, e achei incrível!), e Amanhã Você Vai Entender. Gostei muito das indicações dos outros :D Obrigado!

    Att,

    Tiago Valente ( http://avidalida.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  7. OOi!
    Eu sou louca para ler A Probabilidade...(nome enorme kkkk)! Uma amiga indicou e disse que é ótimo, além disso a premissa dele é muito boa. Espero que um dia eu tenha a oportunidade de lê-lo. :)

    ResponderExcluir
  8. Algumas das suas dicas me interessaram, eu tenho ja No escuro, só que ainda não li, outros também ja tinha visto, mas deixei para adquirir depois, mas realmente alguns deles, poucos se sabe.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  9. Eu realmente não conhecia nenhum desses, mas com certeza quero ler!
    Vou salvar aqui na lista.

    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir
  10. Aiii que vergonha, conheço bem pouco destes que tu citou, acho que três, mas fiquei apaixonada por Feia, foi o que mais fiquei interessada até o momento para realizar a leitura.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Fiquei extremamente feliz de ver que conheço e que estão na minha lista a grande maioria dos livros que você citou, os únicos que eu ainda não conhecia era FEIA, Alguém vai se Machucar Hoje à Noite, Evocação(Com esse fiquei para lá de curiosa). Obrigada pelas dicas! <3

    ResponderExcluir
  12. Olá !!! Com certeza, ótimas indicações de leitura !!!
    alguns ainda não conhecia mas pela sinopse já fiquei curiosa
    vou anotar e pesquisar mais. Espero ter a oportunidade de ler !!!
    super bjoooooooo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Créditos

Template base por: Ipietoon Cute Blog Design
Modificado por: Ge Benjamim Ge - Capista, Diagramadora e Web Designer

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias