Cinéfilando # Resenha - Um Limite Entre Nós

07:45

Olá. bom dia!

Hoje, um novo quadro se inicia no nosso blog onde nossa colunista, amiga e parceira Nana vai resenhar alguns filmes pra vocês e eu vou postar para que degustem essas opiniões profissionais de alguém que sabe bem do que está falando.

E o título de estreia é Um Limite Entre Nós. 

Vem conhecer e conferir!




Título original: Fences
Distribuidor: Paramount Pictures
Data de lançamento 2 de março de 2017 (2h 19min)
Direção: Denzel Washington
Elenco: Denzel Washington, Viola Davis, Stephen Henderson, entre outros.
Gênero: Drama
Nacionalidade: Eua
Anos 1950. Troy Maxson (Denzel Washington) tem 53 anos e mora com a esposa, Rose (Viola Davis), e o filho mais novo, Cory (Jovan Adepo). Ele trabalha recolhendo lixo das ruas e batalha na empresa para que consiga migrar para o posto de motorista do caminhão de lixo. Troy sente um profundo rancor por não ter conseguido se tornar jogador profissional de baseball, devido à cor de sua pele, e por causa disto não quer que o filho siga como esportista. Isto faz com que o jovem bata de frente com o pai, já que um recrutador está prestes a ser enviado para observá-lo em jogos de futebol americano.

Não curto os nomes que os brasileiros dão para filmes. Um limite entre nós é até poético, mas longe do que significa Fences no filme. Dito isto, vamos ao que interessa, não? Primeira e única coisa: o filme é perfeito em todos os aspectos! A gente julga filmes por atuação, fotografia, narrativa, roteiro e a capacidade de criar catarse. Então, Fences tem tudo isso. Mas, não vá ao cinema pensando que irá encarar algo que poderá ser esquecido no dia seguinte como a arte do entretenimento. Bem longe disso. É um soco no estômago.


Denzel Washington produz, atua e dirige este filme. Esta é uma daquelas história que um viés errado pode colocar tudo a perder e tornar um dramalhão mexicano. Denzel teve o olhar correto para contar a história de uma família de negros em meados da década de 50. Mas, poderia ser uma história de uma família de eslavos. Fosse onde fosse, transcende etnias. Lógico que há aquele pedaço do fio que conta sobre o preconceito racial. No entanto, não é este o ponto principal.

Tanto Denzel quanto Viola Davis conseguem dar uma força humana aos seus personagens, Troy e Rose, que faz com que nos vejamos neles. Conseguimos entender a força das escolhas e dos erros dos quais todos somos acometidos. Troy tinha tudo para se transformar em um personagem tirano e fazer com que víssemos apenas um lado maligno como se fosse o próprio demônio. Não, Troy é um pedaço de nós.

Rose poderia ser uma dona de casa vítima da força das circunstâncias da vida e do casamento com um homem amargurado. Sabe quando você deseja ser aquela mulher? Embora esposa fiel, tem uma força de caráter que a eleva e que a torna humana também. Viola Davis é uma atriz para a qual não há palavras para definir.

Este é um daqueles filmes que reverbera por anos, coisa que La la Land não tem competência para fazer, embora também seja uma história sobre escolhas. Não posso comentar dos outros filmes do Oscar. No entanto, é raro Hollywood trazer uma história com tamanha força humana e com tanto de nós para a tela dos cinemas.

— Nana Calimeris

You Might Also Like

20 leitores apaixonados❣️

  1. Parabéns pela nova coluna e seja bem vinda Nana.
    Adoro conhecer novos filmes e fugir um pouco da casinha (já que eu só vejo mais animação, ficção cientifica, ação e no máximo alguns suspense - se tiver passando na TV kkk).
    Eu tbm odeio nomes traduzidos (ou pior, adaptação nada a ver com o enredo).
    Não curto muito drama, mas esse ano to meio aceitando conhecer mais livros e filmes desse genêro, acho que eu vou começar com esse. Amei a resenha, você sabe falar muito bem mesmo (uma boa entendedora e já vou ficar de olho nas futuras resenhas).

    Beijinhos =*
    www.umsofaalareira.blogspot.com.br
    www.blogdamiaka.blogspot.com.br
    www.youtube.com/InsoniaNerdTVUmSofa

    ResponderExcluir
  2. Oi, gostei da ideia de você trazer resenhas de filmes. Realmente, os títulos originais são bem melhores, as vezes as traduções têm nada a ver com o título original.
    parabéns pela resenha e ideia.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela coluna! Ainda não assisti o filme, mas estou LOUCO para faze-lo. Principalmente pela Viola e Denzel no elenco haha

    Abraço!
    https://lupiliteratus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amo filmes, amo cinema! <3
    Ainda não vi esse, mas está na minha lista e depois dessa resenha vou tratar de ir correndo assistir ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi! O gostei dessa ideia de falar sobre os filmes em teu blog. Percebi que você é muito boa para falar sobre filmes. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Antes de mais, gostei da nova coluna, adoro ler resenhas de filmes e, ultimamente, só vejo de livros - não que me queixe disso, eheh :p
    Relativamente ao filme, eu quero taaaanto ver esse filme! Basta ter os protagonistas que tem, né??
    Gostei :) Beijos!

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir
  7. Olá boa noite.
    Ainda não e estou na expectativa para ver. Então, não tenho muito o que dizer. Gostei da resenha.
    Abraços,
    Uiara Melo

    ResponderExcluir
  8. Fences é o que é, perfeito! Gostei bastante do que o filme apresenta e acima de tudo de sua resenha! <3

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Parabéns pelo post!
    Adorei a dica pois não conhecia este filme, mas fiquei bastante interessada e quero muito assistir.
    Beijo
    Cássia Pire

    ResponderExcluir
  10. Vou anotar essa dica para assistir depois, adorei ler um pouco sobre esse filme que eu ainda não conhecia

    ResponderExcluir
  11. Se tem a Viola, então é bom. Eu não precisaria de mais nada para me convencer a assistir esse filme, mas a sua resenha sem dúvidas me deixou com mais vontade. Sobre os nomes versão brasileira, na maioria das vezes eu também não curto muito, mas existem algumas excessões.

    Bjs.


    www.ciadoleitor.com

    ResponderExcluir
  12. Ainda não vi esse filme, mas certamente verei assim que sair de DVD. Por tudo que falam de bom dele, não sei como é que esse filme não levou mais Oscar's do que acabou ganhando. Enfim, vai entender.

    Filmaço!

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pela super estréia da coluna. Adorei a crítica e fiquei com aquela vontade louca de assistir,sua resenha me passou uma imagem bem agradável de um filme que não sei se seria minha primeira escolha numa ida ao cinema.

    bjssss

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Estou bastante curiosa para assistir, principalmente por dois atores que eu gosto muito, Denzel e Viola, os dois arrasam.
    Gostei da premissa, e pela sua crítica, acho que deve ser um daqueles filmes que nos fazem pensar por muitos dias após assistir.
    Pretendo assistir em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. olá, tudo bem? Eu prefiro resenha de filmes a resenha de livros, essa em especial é bem interessante, eu já tinha vontade de assistir aos filmes só de ver os atores, agora depois de ler essa resenha quero ainda mais, parabéns pelo novo quadro!

    ResponderExcluir
  16. Ahh, não vi esse filme, mas quero ver. Protagonistas excelentes e parece ser uma história incrível. Parabéns pela nova categoria do blog!

    ResponderExcluir
  17. Sempre que vejo resenhas de filmes lembro o quanto estou relaxada com a sétima arte =( antes de ser blogueira era uma média de três filmes por fim de semana, agora não consegui nem um por semana =/ mas ainda não desisti de mudar isso.
    Esse ator é maravilhoso e sempre se envolve em roteiros interessantes. Ainda não vi esse filme, mas vou tentar ver em breve. Essa questão dos títulos é bem chata mesmo, às vezes fica algo nada a ver com o original e com a história.
    Enfim foi ótimo conferir sua opinião. Beijos

    P.s. Está rolando sorteio lá no blog, passa por lá para conferir se é do seu interesse.
    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  18. Adorei terem abordado esse filme, gostei especialmente desse trecho da postagem:

    "Este é um daqueles filmes que reverbera por anos, coisa que La la Land não tem competência para fazer, embora também seja uma história sobre escolhas. Não posso comentar dos outros filmes do Oscar. No entanto, é raro Hollywood trazer uma história com tamanha força humana e com tanto de nós para a tela dos cinemas."

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem? Primeiro gostaria de concordar com relação à tradução dos nomes dos filmes, realmente os responsáveis não possuem sensibilidade para traduzir ao pé da letra, ou acreditam que as pessoas comuns não compreenderão o título original, uma pena =/ Mas enfim, quando une Denzel e Viola acredito que seja impossível uma obra digna de ser lembrada por dias a fio. Vi a indicação no Oscar e eles são atores incríveis. Ótima indicação de filme. Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
  20. Denzel e Viola são dois atores que tenho muita admiração, e quero muito ver esse filme, está na minha lista para conhece-lo. Sua opinião só reforça minha curiosidade. Bjkas

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias