Resenha do livro Selvageria Urbana - Adiel Machado

08:00

Selvageria Urbana – Adiel Machado




Conrado e Guilherme são investigadores federais que procuram provas sobre a entrada e saída de drogas no país, e muitas vezes em suas ações usam mais de improviso do que algo preparado e estudado, sendo até mesmo criticados pelos colegas e superiores, apesar de sua eficiência.

Guilherme é sempre o mais tranquilo e seguia todos os protocolos. Já Conrado seguia mais os seus instintos e agia por impulso na maioria das vezes, em total contraponto com Guilherme, no entanto este sempre segurava o colega e amigo. Um parceiro completava o outro.


Em sua investigação, a dupla se depara com o Lagarto, líder de um grupo de seguidores que são, sem trocadilhos, bem selvagens, chegando até mesmo a querer ser mais parecido com o réptil escamoso.

O problema é que tem gente muito importante no meio e disposta a tirar a dupla do caminho usando de todos os meios possíveis, os quais precisam de toda a sua coragem e argúcia para conseguir prender os criminosos, que são muito organizados e protegidos.

O vilão aqui na realidade não é um só, e isso nos dá a dimensão do título do livro. Um embate do bem contra o mal. quem será que vai levar a melhor?

Adiel Machado apresenta, em sua obra, um retrato cru e selvagem sobre o crime organizado, talvez de uma forma que ninguém ainda tenha visto, utilizando de suspense e elementos de terror. O que de certa forma ameniza algumas ações que não ocorrem no decorrer de uma investigação real.

Recomendo o livro para quem tem bastante estômago e gosta de terror, principalmente nas partes em que o livro destaca o que acontece nos presídios brasileiros.



Antonio Henrique Fernandes
Resenhista em parceria
www.navioerrante.blogspot.com.br


You Might Also Like

0 leitores apaixonados❣️

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram

Assine

Follow

Linke-nos

Blog Canteiro de Obras Literárias